PremiumAções recuam com ‘rally’ dos juros da dívida

Nas últimas semanas, os mercados acionistas mundiais colocaram em pausa os ganhos devido à subida dos rendimentos das obrigações.

Após quatro meses de ganhos sólidos e continuados, os mercados acionistas a nível mundial estão a ameaçar inverter o sentido da marcha. Os investidores têm apresentado uma postura bastante receosa sobre a inflação, temendo que o avanço dos programas de vacinação e a reabertura das economias acabe por fazer “disparar” os preços no consumidor. Os rendimentos das obrigações têm registado fortes subidas nas últimas semanas, sinalizando otimismo sobre a recuperação e receios de inflação. Os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA a 10 anos seguem perto dos 1,5% – máximos de janeiro de 2020.

Se a perspetiva de uma recuperação económica é normalmente positiva para as bolsas, também representa uma leitura negativa nesta altura, visto que poderia levar os bancos centrais a não implementarem novos estímulos para controlar a inflação, ou até mesmo aumentar as taxas de juro, acabando por “arruinar” o frenesim de otimismo que levou os mercados acionistas para novos máximos históricos. Em Wall Street, o S&P 500 corrige ligeiramente dos máximos históricos atingidos em fevereiro, acima dos 3.900 pontos, estando agora nos 3.800.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumGrupo de trabalho faz progressos para resolver problemas do Aeroporto da Madeira

Ministério das Infraestruturas discorda das reservas apontadas pela Secretaria Regional do Turismo.

PremiumPrincipal desafio para desenvolver agroindústria é o conhecimento

Promotores de conferência para uma visão estratégica defendem que o conhecimento é a chave para desafios da sustentabilidade e produtividade.

PremiumPresidente da delegação à Comissão Parlamentar União Europeia-Sérvia: Adesão dos Balcãs à UE “não está nas prioridades de Portugal”

Em entrevista ao JE, Tanja Fajon descreve as dificuldades da abertura da União aos Balcãs Ocidentais, mas assegura que o projeto de abertura é para continuar.
Comentários