ACT reforça quadro com novos inspetores de trabalho

A entrada de novos inspetores visa num “esforço de ampliação do seu quadro de inspetores”, constituindo um suporte fundamental para proceder à melhoria das condições de trabalho e do combate à sinistralidade laboral.

Cristina Bernardo

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) procedeu ao recrutamento de novos inspetores do trabalho, dando as boas vindas a 128 novos membros na próxima segunda-feira, 16 de setembro.

“A entrada destes novos inspetores constitui suporte fundamental para o cumprimento da missão da ACT, nomeadamente no âmbito da melhoria das condições de trabalho e da redução da sinistralidade laboral”, sustenta o comunicado oficial divulgado à imprensa.

A entrada de novos inspetores visa num “esforço de ampliação do seu quadro de inspetores”, sendo este um fator de desenvolvimento organizacional, constituindo um suporte fundamental para exercer a missão que está confiada à ACT “de forma competente e qualificada”, para que se proceda à melhoria das condições de trabalho e do combate à sinistralidade laboral.

A ACT visa a promoção da constante melhoria das condições de trabalho em todo o território continental através da fiscalização do cumprimento das normas em matéria laboral e do controlo do cumprimento da legislação de segurança e saúde no local de trabalho.

Recomendadas

Epson Europa vê Portugal como “mercado totalmente estratégico”

Raúl Sanahuja, responsável de Relações Públicas e Comunicação da Epson, considera que as empresas portuguesas são mais “ousadas” e “lançadas” na integração de tecnologia de impressão.

“Problemas no setor de aviação convertem-se em oportunidades”, considera CEO da EuroAtlantic

Quais os grandes desafios que o setor da aviação vai ter que ultrapassar? Eugénio Fernandes, CEO da EuroAtlantic, esclarece que a empresa funciona em contraciclo com o mercado e que os problemas no setor convertem-se em oportunidades. Quanto aos problemas, este responsável aponta a falta de pessoal como questão a ultrapassar.

PremiumPartner da Peugeot lidera vendas nacionais da marca

Jean-Philippe Imparato explicou ao Jornal Económico a evolução global da marca no ano passado, com uma quebra de 8,8% registada nas suas vendas mundiais (excluído o mercado do Irão).
Comentários