AEP leva missão empresarial à Austrália, o único país que não entrou em recessão durante a crise

Durante três dias, seis empresas portuguesas que integram a missão, de diversos setores de atividade, vão ter reuniões de negócios, já agendadas com empresas australianas e compradores locais, Austrália está em contínuo crescimento há 26 anos, e foi a única economia da OCDE que não entrou em recessão durante a crise financeira.

Sydney e Melbourne vão receber empresários portugueses. Tudo porque a AEP – Associação Empresarial de Portugal, em parceria com a CCIP – Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, vai organizar, pela primeira vez, de 19 a 21 de setembro, uma Missão Empresarial à Austrália com paragem nessas cidades.

Durante três dias, as seis empresas portuguesas que integram a missão, de diversos setores de atividade, vão ter reuniões de negócios, já agendadas com empresas australianas e compradores locais, “e ter a oportunidade de compreender as necessidades emergentes e as potencialidades que o mercado apresenta para os diferentes setores, através de um encontro com a AICEP e a ALTIOS Austrália”, avança a associação liderada por Paulo Nunes de Almeida em comunicado.

As seis empresas que vão na missão são duas da área do calçado, uma da área alimentar e bebidas, uma do setor das águas, outra do setor  peles e uma de electrodomésticos.

“De referir ainda, que a AEP irá representar Portugal no Congresso Mundial das Câmaras de Comércio, que irá decorrer nas mesmas datas” diz a nota de imprensa.

Apesar de ser um país rico em recursos naturais, estima-se que os serviços tenham contribuído para 68,7% do PIB australiano em 2015, representando a indústria 27,8% e o setor primário 3,6%.

A economia australiana, está em contínuo crescimento há 26 anos, e foi a única economia da OCDE que não entrou em recessão durante a crise financeira. A Austrália tem mesmo, segundo a associação, uma das maiores taxas de crescimento do mundo desenvolvido, é a 12ª maior economia mundial e um dos 25 mercados mais competitivos a nível mundial, com um consumo privado em crescimento.

As trocas comerciais externas representaram 32,3% do PIB em 2016 e a negociação de um acordo de Livre Comércio entre a Austrália e a UE, previsto para 2017, virá contribuir para o desenvolvimento das relações comerciais entre os dois países.

Ler mais
Recomendadas

Marcelo abre a porta a festivais com lugares marcados e distanciamento social. Avante fora das proibições

Festivais de verão podem-se realizar desde que “haja lugares marcados e a lotação e o distanciamento físico sejam respeitados”, segundo o Presidente da República.

Mário Assis Ferreira: Sucessora vai continuar “obra de Stanley Ho em Portugal”

O gestor que trabalhou com Stanley Ho durante 30 anos acredita que a família do empresário pretende manter a sua participação maioritária na dona dos casinos do Estoril, Lisboa e Póvoa de Varzim. O vice-presidente da Estoril-Sol deixa elogios a Pansy Ho, filha do empresário nascido em Hong Kong.

O e-commerce diferencia o sucesso no contexto atual

O comércio do futuro assenta em tecnologia que automatiza os processos, melhora a experiência dos clientes e permite reagir mais rapidamente aos pedidos e necessidades do mercado.
Comentários