AEP leva missão empresarial à Austrália, o único país que não entrou em recessão durante a crise

Durante três dias, seis empresas portuguesas que integram a missão, de diversos setores de atividade, vão ter reuniões de negócios, já agendadas com empresas australianas e compradores locais, Austrália está em contínuo crescimento há 26 anos, e foi a única economia da OCDE que não entrou em recessão durante a crise financeira.

Sydney e Melbourne vão receber empresários portugueses. Tudo porque a AEP – Associação Empresarial de Portugal, em parceria com a CCIP – Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, vai organizar, pela primeira vez, de 19 a 21 de setembro, uma Missão Empresarial à Austrália com paragem nessas cidades.

Durante três dias, as seis empresas portuguesas que integram a missão, de diversos setores de atividade, vão ter reuniões de negócios, já agendadas com empresas australianas e compradores locais, “e ter a oportunidade de compreender as necessidades emergentes e as potencialidades que o mercado apresenta para os diferentes setores, através de um encontro com a AICEP e a ALTIOS Austrália”, avança a associação liderada por Paulo Nunes de Almeida em comunicado.

As seis empresas que vão na missão são duas da área do calçado, uma da área alimentar e bebidas, uma do setor das águas, outra do setor  peles e uma de electrodomésticos.

“De referir ainda, que a AEP irá representar Portugal no Congresso Mundial das Câmaras de Comércio, que irá decorrer nas mesmas datas” diz a nota de imprensa.

Apesar de ser um país rico em recursos naturais, estima-se que os serviços tenham contribuído para 68,7% do PIB australiano em 2015, representando a indústria 27,8% e o setor primário 3,6%.

A economia australiana, está em contínuo crescimento há 26 anos, e foi a única economia da OCDE que não entrou em recessão durante a crise financeira. A Austrália tem mesmo, segundo a associação, uma das maiores taxas de crescimento do mundo desenvolvido, é a 12ª maior economia mundial e um dos 25 mercados mais competitivos a nível mundial, com um consumo privado em crescimento.

As trocas comerciais externas representaram 32,3% do PIB em 2016 e a negociação de um acordo de Livre Comércio entre a Austrália e a UE, previsto para 2017, virá contribuir para o desenvolvimento das relações comerciais entre os dois países.

Ler mais
Recomendadas

PremiumFornecedores ganham margem negocial sobre grandes superfícies

Diploma impede distribuição de tirar de forma unilateral dinheiro de contas-correntes com fornecedores. “Era uma prática aberrante”, diz a Centromarca.

Lesados do BES. António Costa “disse que acabou. Não há mais dinheiro”

Uma organizadora do movimento dos emigrantes lesados do BES em França contou hoje à Lusa que o primeiro-ministro, António Costa, lhe disse que não haveria mais dinheiro para além do que já foi acordado.

Trabalhadores da General Motors em greve a partir de segunda-feira

O sindicato United Auto Workers (UAW), o maior do setor automóvel, marcou hoje uma greve que abrange os cerca de 48 mil trabalhadores do gigante norte-americano General Motors (GM) na primeira paralisação em 12 anos.
Comentários