AG da Mutualista Montepio aprova contas e alterações aos benefícios

Assembleia geral extraordinária, que reuniu em segunda convocatória, aprovou com maioria de 99% as propostas de modificação do regulamento de benefícios, e, por uma maioria de 97%, as contas consolidadas e parecer do conselho fiscal.

Cristina Bernardo

Os associados da Associação Mutualista Montepio acabam de aprovar, em assembleia geral e por larga maioria de 99%, as propostas apresentadas de modificação do regulamento de benefícios, assim como, por uma maioria de 97%, o relatório e contas consolidadas e o parecer do conselho fiscal, referentes ao exercício de 2019.

A instituição liderada por Virgílio Lima diz em comunicado que a votação resultou na aprovação da proposta de alteração parcial do regulamento de benefícios no que se refere à taxa técnica para novas modalidades do Grupo III abertas a subscrição, taxa de rendimento e penalização por reembolso das modalidades mutualistas Poupança Complementar e Montepio Poupança Reforma.

Foi também aprovado o relatório e contas consolidadas e parecer do conselho fiscal “(consolidação das contas individuais do Montepio Geral Associação Mutualista com as contas das diversas entidades nas quais o MGAM detém uma participação qualificada [consolidação por equivalência patrimonial] e com as entidades nas quais detém a maioria do capital e o domínio da gestão [consolidação integral], com destaque para o subgrupo segurador – Montepio Seguros, SGPS e, em especial, o subgrupo bancário da Caixa Económica Montepio Geral/Banco Montepio)”, lê-se no comunicado.

Nas contas consolidadas a auditora da Associação Mutualista Montepio Geral, PwC, apresentou reservas significativas às contas da dona do Banco Montepio. A PwC alerta para o facto de os capitais próprios da Mutualista e os ativos por impostos diferidos se encontrarem “sobreavaliados por um montante materialmente relevante, a magnitude do qual não estamos em condições de quantificar, dada a incerteza inerente às projeções dos resultados tributáveis da Montepio Geral Associação Mutualista”.

A reunião teve lugar no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, tendo contado com a participação de mais de 150 associados.

“Em quadro de pandemia, a participação dos associados nesta assembleia confirma a natureza democrática da associação  e o poder atribuído aos associados de deliberarem sobre o presente e futuro de uma instituição incontornável na esfera da economia social em Portugal e na Europa e que, neste mês de outubro, celebra 180 anos de história e atividade”.

Ler mais
Recomendadas

Família Azevedo aumenta o preço da OPA sobre a Sonae Capital em 10%

A Efanor, holding da família Azevedo, reviu em alta o preço da Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Sonae Capital. Paga agora 77 cêntimos em vez dos anteriores 70 cêntimos. Esta OPA sobre a Sonae Capital decorre em simultâneo com uma oferta sobre a Sonae Indústria. O Grupo Sonae quer retirar ambas de bolsa.

Monese e Mastercard fazem parceria europeia

O objetivo do acordo é oferecer serviços bancários locais para consumidores em toda a Europa, incluindo em Portugal. Os clientes das contas multi-currency da ‘fintech’ britânica passam a ter acesso à rede global de aceitação de cartões Mastercard.

CP assinou contrato para compra de 22 novos comboios por 158 milhões de euros

A CP prevê que a entrega da primeira unidade aconteça no final de 2024, sendo que o processo ainda terá de passar pelo Tribunal de Contas.
Comentários