Air France/KLM com prejuízos de 2.612 milhões de euros no segundo trimestre devido à Covid-19

Entre janeiro e junho, os resultados do grupo foram negativos em 4.413 milhões de euros, 4.186 milhões de euros abaixo do verificado nos primeiros seis meses de 2019.

O Grupo Air France/KLM encerrou o segundo trimestre deste ano com resultados operacionais negativos de 1.553 milhões de euros, o que representou uma quebra de 1.976 milhões face ao período homólogo do ano passado.

A receita do grupo no período em análise fixou-se em 1.182 milhões de euros, uma quebra de 5.839 milhões de euros em comparação com o segundo trimestre de 2019.

Estes resultados, impactados pela pandemia, foram também marcados pela perda média mensal de cerca de 260 milhões de euros no EBITDA, mesmo assim uma minimização face às estimativas iniciais de perdas de 400 milhões de euros por mês, “devido a medidas efetivas de preservação do cash e de controlo de custos”.

Desta forma, os resultados Grupo Air France/KLM no segundo trimestre deste ano totalizaram 2.612 milhões de prejuízos.

Este valor já inclui imparidades de 520 milhões de euros e de 72 milhões, respetivamente relativos a um Airbus 380 e a um Airbus 340; 105 milhões de euros de over-hedgging relacionado com a Covid-19; e uma provisão para reestruturação no montante de 227 milhões de euros.

Neste período, o grupo transportou 1,217 milhões de passageiros, um valor 95,6% abaixo do ocorrido no período homólogo.

No primeiro semestre, o total de passageiros transportados por este grupo ascendeu a 19,328 milhões de passageiros, o que representou uma redução de 61,7% face à primeira metade do ano passado.

No conjunto do primeiro semestre deste ano, a Air France/KLM registou resultados operacionais negativos de 2.368 milhões de euros, 2.505 milhões de euros abaixo do verificado nos primeiros seis meses do ano passado.

Entre janeiro e junho, os resultados do grupo foram negativos em 4.413 milhões de euros, 4.186 milhões de euros abaixo do verificado nos primeiros seis meses de 2019.

Apesar destas contrariedades, os responsáveis da Air France/KLM sublinham que o grupo dispunha, a 30 de junho passado, de uma liquidez de 14,2 mil milhões de euros em linhas de crédito para fazer face à crise pandémica e reestruturar o seu modelo de negócios.

O grupo prevê um EBITDA significativamente negativo na segunda metade de 2020.

Ler mais
Recomendadas

Linha de apoio a micro e pequenas empresas disponível a partir desta quarta-feira

Para se poderem candidatar, as empresas terão de apresentar uma quebra abrupta e acentuada de pelo menos 40% da sua faturação, e não poderão ter beneficiado das anteriores linhas de crédito com garantia mútua. A SPGM avisa que as empresas em dificuldades não podem ter sede em países ou regiões com regime fiscal mais favorável (‘offshore’)”.

Farmacêutica Pfizer inicia ensaio clínico com quase 30 mil participantes

A farmacêutica norte-americana Pfizer e a biotecnológica alemã BioNTech iniciaram um ensaio clínico de uma potencial vacina para a Covid-19 envolvendo cerca de 30 mil participantes, foi anunciado esta quarta-feira.

Facebook lança versão do Tik Tok através do Instagram

O Reels é a aplicação que a empresa de Mark Zuckerberg criou para fazer frente ao rival Tik Tok. O lançamento acontece dias depois sa Microsoft anunciar as negociações para adquirir as operações nos EUA da aplicação de video da ByteDance na China.
Comentários