Airbnb anuncia intenção de entrar em bolsa em 2020

“A comunidade de anfitriões e hóspedes da Airbnb gerou mais de 100 mil milhões de dólares (90,5 mil milhões de euros) em impacto económico direto estimado em 30 países, só em 2018”, assumiu a Airbnb em comunicado.

Adam Jourdan / Reuters

A plataforma online de reserva de habitações, Airbnb, revelou esta quinta-feira, 19 de setembro, a vontade e intenção de entrar em bolsa no próximo ano, embora não avance com pormenores sobre o processo no comunicado enviado às redações.

Além de avançar com a novidade, a empresa de “alugueres de férias, casas, experiências e lugares” divulgou dados globais sobre a evolução do negócio. A empresa fundada em 2008 revelou que tem mais de sete milhões de anúncios disponíveis na plataforma em mais de 100 mil cidades mundiais.

A Airbnb aluga quartos, casas, hotéis, casas em árvores, mansões francesas ou castelos, como é o exemplo do castelo que aparece na série britânica ‘Downton Abbey’, que se encontra na plataforma por 135 euros por uma noite, sendo que o castelo apenas está disponível no dia 26 de novembro para promover o filme.

Entre os meses de abril e junho de 2019, a plataforma Airbnb registou receitas de mil milhões de dólares (904,6 milhões de euros). No website da plataforma, é revelado que “a taxa apenas para anfitriões varia entre 14% e 20%”, o que significa que do valor total da reserva, a plataforma fica com essa taxa.

“A comunidade de anfitriões e hóspedes da Airbnb gerou mais de 100 mil milhões de dólares (90,5 mil milhões de euros) em impacto económico direto estimado em 30 países, só em 2018”, assumiu a Airbnb em comunicado.

Os dados relativos a setembro do presente ano mostram que os anfitriões ganharam mais de 80 mil milhões de dólares (72,4 mil milhões de euros) ao disponibilizar os seus imóveis no Aibnb.

Relativamente às receitas, a plataforma criada por Brian Chesky, Joe Gebbia e Nathan Blecharczyk afirma que o valor é referente ao “segundo trimestre na história da empresa em que as receitas da Airbnb superaram os mil milhões de dólares”, assume o comunicado.

Até ao primeiro dia do mês de junho, a empresa cobrou e entregou mais de 1,6 mil milhões de dólares (1,45 mil milhões de euros) em taxas turísticas, nos países que cobram um valor aos visitantes que alugam na plataforma.

Ler mais
Recomendadas

Estudantes europeus rumam a Setúbal para encontrar soluções de ‘smart tourism’

A 14.ª edição da Business Week’o é dedicada ao conceito de ‘smart tourism’ e o programa de trabalho volta a apostar num contacto direto dos participantes europeus com a cidade que os acolhe,

PremiumVinhos: vendas da região de Lisboa crescem 20% até ao final de setembro

Desde o início do ano até ao final de setembro já foram vendidas cerca de 43 milhões de garrafas, ou seja, 32,250 milhões de litros. Francisco Toscano Rico, presidente da CVR Lisboa, explica que os mercados absorvem cerca de 77% desta produção.

Cerca de 49 mil empresas no mundo utilizam as IFRS

Mais de 33% das operações financeiras são transfronteiriças e as IFRS têm contribuído para a redução do custo de financiamento das empresas e para identificação de novas oportunidades de investimento.
Comentários