Airbnb anuncia intenção de entrar em bolsa em 2020

“A comunidade de anfitriões e hóspedes da Airbnb gerou mais de 100 mil milhões de dólares (90,5 mil milhões de euros) em impacto económico direto estimado em 30 países, só em 2018”, assumiu a Airbnb em comunicado.

Adam Jourdan / Reuters

A plataforma online de reserva de habitações, Airbnb, revelou esta quinta-feira, 19 de setembro, a vontade e intenção de entrar em bolsa no próximo ano, embora não avance com pormenores sobre o processo no comunicado enviado às redações.

Além de avançar com a novidade, a empresa de “alugueres de férias, casas, experiências e lugares” divulgou dados globais sobre a evolução do negócio. A empresa fundada em 2008 revelou que tem mais de sete milhões de anúncios disponíveis na plataforma em mais de 100 mil cidades mundiais.

A Airbnb aluga quartos, casas, hotéis, casas em árvores, mansões francesas ou castelos, como é o exemplo do castelo que aparece na série britânica ‘Downton Abbey’, que se encontra na plataforma por 135 euros por uma noite, sendo que o castelo apenas está disponível no dia 26 de novembro para promover o filme.

Entre os meses de abril e junho de 2019, a plataforma Airbnb registou receitas de mil milhões de dólares (904,6 milhões de euros). No website da plataforma, é revelado que “a taxa apenas para anfitriões varia entre 14% e 20%”, o que significa que do valor total da reserva, a plataforma fica com essa taxa.

“A comunidade de anfitriões e hóspedes da Airbnb gerou mais de 100 mil milhões de dólares (90,5 mil milhões de euros) em impacto económico direto estimado em 30 países, só em 2018”, assumiu a Airbnb em comunicado.

Os dados relativos a setembro do presente ano mostram que os anfitriões ganharam mais de 80 mil milhões de dólares (72,4 mil milhões de euros) ao disponibilizar os seus imóveis no Aibnb.

Relativamente às receitas, a plataforma criada por Brian Chesky, Joe Gebbia e Nathan Blecharczyk afirma que o valor é referente ao “segundo trimestre na história da empresa em que as receitas da Airbnb superaram os mil milhões de dólares”, assume o comunicado.

Até ao primeiro dia do mês de junho, a empresa cobrou e entregou mais de 1,6 mil milhões de dólares (1,45 mil milhões de euros) em taxas turísticas, nos países que cobram um valor aos visitantes que alugam na plataforma.

Ler mais
Recomendadas

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

A empresa estatal Viettel, que é operada pelo Ministério da Defesa do Vietname, vai começar a instalar a próxima geração de rede móvel a partir de junho e concluirá a implementação em todo o país no período de um ano.

Central de hidrogénio de Sines implica investimento de 3,5 mil milhões

O projeto visa criar hidrogénio verde em Portugal para ser exportado para os Países Baixos. Construção poderá arrancar em meados de 2021.

Matosinhos chama empreendedores do mar para “inverter ciclos negativos” da economia azul

O programa BluAct é apresentado esta segunda-feira em Matosinhos, cidade que representa Portugal a nível europeu. “Há cerca de 200 investigadores a trabalhar no centro tecnológico CIIMAR que, em muitos casos, têm ideias que não avançam por não terem estímulos suficientes”, disse António Correia Pinto, vereador do Ambiente da Câmara Municipal, ao Jornal Económico.
Comentários