Ajuda de Berço, Academia do Johnson, Associação Salvador e Crescer Ser recebem 7.500 euros cada do Santander

No total houve 133 candidaturas à 3ª edição do Donativo Participativo, em três áreas de atuação: Empreendedorismo e Criação de Emprego, Bem-estar social e Meio Ambiente.

A Ajuda de Berço, a Academia do Johnson, a Associação Salvador e a Crescer Ser foram os vencedores da 3ª edição do Donativo Participativo, iniciativa em que são os colaboradores do Santander a eleger quais os projetos sociais ou ambientais que o Banco vai apoiar financeiramente.

Cada uma destas instituições irá receber 7.500 euros para utilizar no âmbito da sua área de atuação, explica o banco.

A Ajuda de Berço trabalha no acolhimento de crianças em situação de risco ou abandono e atualmente, está a construir uma nova casa em Benfica para acolher 36 crianças, algumas com doença e com a necessidade de uma permanência mais longa.

Já a Academia do Johnson promove o desporto, o desenvolvimento e a integração social de jovens e crianças dos bairros da zona da Cova da Moura. Trabalha com jovens de vários bairros problemáticos em redor da Amadora, proporcionando-lhes a máxima estabilidade e acompanhamento a nível escolar e pessoal.
Por sua vez a Associação Salvador promove a inclusão social de pessoas com deficiência motora, e está a desenvolver a nível nacional o projeto de Sensibilização em Escolas, que já chegou a mais de 16.000 alunos “e que tem como objetivo contribuir para a formação de uma nova geração de pessoas que respeite e valorize a diferença, através da educação e sensibilização para a inclusão”.

Para além dos quatro vencedores, foram atribuídas menções honrosas às outras 11 instituições finalistas, que irão receber, cada uma, um apoio financeiro de 2.000 euros.  A cerimónia decorreu ontem, em formato online, tendo contado com a participação do Presidente Executivo do Santander em Portugal, Pedro Castro e Almeida, da Administradora Inês Oom de Sousa e de vários representantes de IPSS e Associações portuguesas.

Recomendadas

Governo garante complemento de estabilização a trabalhadores que estiveram em layoff

O esclarecimento do Governo foi efetuado face às dúvidas suscitadas quanto ao recebimento do complemento de estabilização por parte destes trabalhadores, procedendo à clarificação do regime previsto no 3º do DL n.º27-B/2020, de 19 de junho.

Fenprof pede mais professores e respeito por carga horária nas universidades

A Federação nacional dos Professores também considera que se deve reduzir o valor das propinas e de revogar o estatuto dos bolseiros de investigação, apontando para a sua integração nas carreiras.

Fundação Calouste Gulbenkian doa 12 ‘kits’ de impressão 3D a PALOP

Segundo a Fundação Calouste Gulbenkian, os apoios pretendem aproximar as instituições universitárias e científicas das instituições de saúde nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), esperando, a médio-prazo, “reforçar as iniciativas de inovação social”.
Comentários