Aldi Portugal testa novo canal de distribuição em parceria com a Glovo

A loja Aldi Laranjeiro, vai dar o ‘kick-off’ a este projeto-piloto já a partir de hoje, à qual se vão gradualmente juntar outras dez lojas da zona metropolitana de Lisboa: Alfragide, Massamá, Telheiras, São Domingos de Rana, Amoreira, Rio Mouro, Bobadela, Casal de Cambra, Amora e uma outra localização, que será anunciada em breve.

A Aldi Portugal vai testar um novo canal de entregas ao domicílio em Portugal, através de uma parceria com a plataforma Glovo.

Através desta parceria, será possível, já a partir desta terça-feira, dia 6 de abril, aos clientes de algumas zonas da grande Lisboa fazerem as suas compras de forma fácil e conveniente, por intermédio da aplicação, e receberem os produtos no conforto das suas casas, em cerca de 30 minutos, garante a cadeia alemã de retalho.

“Entre os produtos disponíveis nas lojas Aldi, os clientes vão poder encontrar na Glovo vários artigos de conveniência, que vão da padaria, mercearia, lacticínios, higiene e beleza até à categoria de limpeza. A lista de produtos vai ser adaptada oportunamente, de acordo com o próprio conceito de oferta Aldi”, adianta um comunicado do grupo de distribuição.

Segundo Wolfgang Graff, CEO da Aldi Portugal Supermercados Lda., “o modelo Glovo enquadra-se perfeitamente no princípio ‘discount Aldi’, onde nos concentramos na simplicidade e naquilo que é essencial, sempre com o cliente em mente”.

“O processo de encomenda intuitivo e a entrega rápida que a Glovo oferece correspondem a este princípio”, assegura este responsável.

De acordo com o referido comunicado, “com esta parceria, a Glovo também alarga o seu portefólio e consolida a sua posição no serviço de entregas ao domicílio ao ter disponível produtos de supermercados e de lojas locais, bem como artigos de parafarmácia e eletrónica, produtos de beleza, cuidados pessoais e até presentes”.

“Queremos que os utilizadores da Glovo encontrem tudo o que precisam, na aplicação. Além dos seus restaurantes favoritos, a Glovo liga os utilizadores com vários tipos de serviços. A cooperação estratégica com a Aldi Portugal permite-nos alargar, ainda mais, a gama de produtos disponíveis através da aplicação. Os artigos de supermercado, são uma das categorias com maior procura e que registou um crescimento notável no último ano”, adianta Diego Nouet Delgado, general manager da Glovo na Península Ibérica.

Por seu turno, Wolfgang Graff considera que esta cooperação estratégica vai ao encontro dos interesses dos seus clientes: “com esta parceria, pretendemos reforçar o nosso compromisso de proximidade com os clientes Aldi, uma vez que, para nós, as suas necessidades vêm sempre em primeiro lugar”.

“É por isso que, com o apoio da Glovo estamos, agora, a oferecer aos nossos clientes um novo canal e uma nova experiência de compra. Desta forma, conseguimos oferecer uma solução prática e segura para as pessoas continuarem a ter acesso aos produtos que precisam, sem terem de sair de casa”, conclui o CEO da Aldi Portugal.

Os responsáveis do grupo de distribuição adiantam que a loja Aldi Laranjeiro, vai dar o ‘kick-off’ a este projeto-piloto já a partir de hoje, à qual se vão gradualmente juntar outras dez lojas da zona metropolitana de Lisboa: Alfragide, Massamá, Telheiras, São Domingos de Rana, Amoreira, Rio Mouro, Bobadela, Casal de Cambra, Amora e uma outra localização, que será anunciada em breve.

Recomendadas

Dia e Minipreço juntam-se contra o desperdício alimentar na iniciativa Too Good To Go

A parceria com a Too Good To Go começou no final do mês de novembro e em menos de 10 dias já tinham sido salvas mais de 600 Magic Boxes, nas lojas Minipreço.

Greve nos CTT tem “motivação exclusivamente política”, diz CEO

Criada em 1988 por profissionais da rede de atendimento dos CTT, a ANCEC tem como associados 220 gestores de estações de correios, que diz coordenarem uma atividade que envolve mais de 600 pessoas a nível nacional (continente e ilhas).

Segundo maior acionista sai da Jerónimo Martins

Segundo maior acionista da dona do Pingo Doce vendeu a sua participação de 5%. A Jerónimo Martins reportou que recebeu da Goldman Sachs International o anúncio de lançamento de um ‘accelerated bookbuilt offering’, dirigido a investidores institucionais.
Comentários