PremiumAlgoritmo está a “despedir cegamente” trabalhadores da TAP

Advogado Garcia Pereira e SNPVAC denunciam que algoritmo usado pela empresa para as rescisões não distingue faltas justificadas de injustificadas.

A TAP está a usar um algoritmo para identificar trabalhadores que tenham faltas injustificadas, por exemplo, para lhes propor a rescisão de contrato. Mas os critérios usados pela empresa são pouco claros e muitas vezes errados, denuncia o advogado António Garcia Pereira ao JE, pois faltas justificadas também estão a ser contabilizadas, com a empresa a justificar as convocatórias com a escolha do algoritmo, criado pela Boston Consulting Group (BCG), a consultora contratada pela TAP para elaborar o plano de reestruturação da companhia aérea.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Presidente da Associação Portuguesa de Logística: “É fundamental investir em infraestruturas”

Raul Magalhães considera que o desenvolvimento dos portos marítimos nacionais foi o ponto forte do sector nos últimos anos, a par da evolução dos operadores e integradores logísticos.

PremiumCapgemini reforça ‘know how’ na área de engenharia

Apesar da procura acrescida em 2020, a Capgemini reporta um ano “sem disrupções”. Agora, o grupo procura com a Capgemini Engineering reforçar a sua capacidade técnica em sectores chave.

Terceiro passageiro na viagem ao espaço com Jeff Bezos pagou 23 milhões de euros

Este foi o único lugar colocado à venda e o dinheiro angariado reverterá a favor da fundação Club for the Future, uma associada da Blue Origin que promove o ensino da matemática e da ciência.
Comentários