Allianz agiliza reembolsos aos clientes através do online

Para os clientes Allianz, “basta consultar a aplicação em allianz.pt, no portal eCliente, onde é agora possível não só participar um sinistro, mas também solicitar o reembolso das respetivas despesas” totalmente online.

A seguradora Allianz lançou uma nova funcionalidade para tornar mais rápidos os reembolsos e pagamentos aos clientes. Através da otimização dos serviços digitais Allianz Casa, as despesas de sinistros Multirriscos Habitação vão poder ser pagas de forma mais célere.

“Disponível no eCliente e no AZNET, esta funcionalidade tem como objetivo otimizar a regularização de sinistros, dando ao cliente e ao agente mais autonomia, garantindo que o processo é mais ágil e o pagamento aos clientes mais rápido”, diz a seguradora.

Para os clientes Allianz, “basta consultar a aplicação em allianz.pt, no portal eCliente, onde é agora possível não só participar um sinistro, mas também solicitar o reembolso das respetivas despesas”, avança o comunicado que diz que o processo é simples e com explicação detalhada de como os clientes devem proceder para obter o seu reembolso online.

“O lançamento desta nova funcionalidade é mais um passo no caminho da digitalização da Allianz Portugal que continua a apostar numa maior eficácia, maior rapidez e acima de tudo num melhor serviço aos seus clientes”, diz a companhia.

Recomendadas
Mesa redonda seguros 2021

Desafios do sector segurador vão estar em debate na JE TV

As mesas redondas sobre como os seguros se preparam para a retoma económica e como enfrentam os desafios criados pelas novas tecnologias podem ser vistos em www.jornaleconomico.pt, a partir das 15:00, e contam com a participação de 14 gestores da indústria.

Bancos espanhóis preparam ano de demissões em massa com mais de 15 mil saídas

Santander, CaixaBank e BBVA protagonizaram as grandes reduções da força de trabalho pós-pandemia, avança o El País.

Millennium Bank constituiu provisões de 112,4 milhões de euros para cobrir riscos jurídicos

Em resultado deste nível de provisões, relacionadas com uma carteira de crédito hipotecário concedida no passado em moeda estrangeira, “e apesar do sólido desempenho operacional”, o banco polaco controlado pelo BCP espera um resultado líquido negativo no primeiro trimestre de 2021.
Comentários