Junta desmente que alojamento local tenha posto fim ao arraial das “sardinhas achadas” do Castelo

Escadinhas da Achada eram paragem obrigatória durante os santos populares, para quem passava no bairro do Castelo, mas queixas por ruído excessivo levaram a Junta de Freguesia a não autorizar a realização do arraial. Notícia gerou uma onda de indignação nas redes sociais.

O tradicional arraial das “sardinha achadas” vai deixar de se realizar. Durante a época dos santos populares as Escadinhas da Achada, no bairro do Castelo que para além da habitual sardinha assada, o espaço levava desde 2011 mostras de cinema, documentários e concertos musicais. Este ano, no seguimento de várias queixas, a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior decidiu não autorizar a realização do arraial. Mas a Junta garante que, ao contrário do que foi noticiado, as queixas em questão foram feitas por moradores do bairro e não por donos de alojamentos locais e turistas.

Citada pelo “Público”, Célia Mota, chefe de Divisão de Gestão Territorial da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, afirmou que as queixas são de moradores e “nada têm a ver com alojamento local”.

A mesma responsável da autarquia disse ainda que tem existido “incumprimento das condições da licença, nos horários, datas de montagem e desmontagem das estruturas e das distâncias de passagem dos transeuntes, lesando assim a segurança do arraial”.

Por sua vez, Chloé Pais Daquet, a organizadora do evento disse à “TSF” que “ajustou a programação deste ano para o barulho terminar à meia-noite mas não foi suficiente para ter a aprovação da junta de freguesia”.

A ideia passa agora por levar o arraial para a freguesia de Arroios, de modo ao evento ser realizado no Campo Mártires da Pátria.

Desde que esta decisão foi anunciada a página de Facebook das “Sardinhas Achadas” tem sido palco de manifesto de várias pessoas que estão contra a não realização do evento, com frases como “lamentável … o turismo dá e o turismo tira”, “moradores, sejam portugueses ou estrangeiros iriam adorar a atividade….que, pelos vistos, não agrada, apenas, ao sr. Presidente da Junta!” e “contado ninguem acredita…as desculpas que este presidente de Junta inventa.”

 

(Notícia atualizada a 6 de junho, com a informação sobre o desmentido da Junta de Freguesia)

Ler mais
Relacionadas

Santos Populares em Lisboa: Guia essencial das Festas 

As festividades na capital portuguesa realizam-se entre os dias 1 e 30 de junho.
Recomendadas

Graça Freitas: “Sintra é um dos concelhos cujos novos casos nos merecem melhor atenção”

A diretora-geral de Saúde disse esta quarta-feira que este município da zona de Lisboa e Vale do Tejo registou em média 41 novos casos diários de Covid-19.

Covid-19: Portugal com 33.261 casos confirmados e 1.447 vítimas mortais

Os dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) indicam a existência de 33.261 casos confirmados e 1.447 mortes. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 20.079.

Covid-19: Tratamento com ibuprofeno para pacientes infetados começa a ser testado

Estudos em animais sugerem que o ibuprofeno pode tratar a síndrome de desconforto respiratório agudo – uma das complicações graves do novo coronavírus. Os cientistas esperam que o tratamento de baixo custo possa manter os pacientes longe dos ventiladores, evitando uma possível sobrecarga nos sistemas nacionais de saúde.
Comentários