Alojamento local sobe nas preferências dos portugueses

O estudo “Observador Cetelem Férias de Verão 2018” concluiu que esta será a escolha de 23% dos portugueses para descansar este ano. Contudo, a estada na casa de amigos e família mantém-se no topo das preferências.

Os portugueses estão a mudar os hábitos de consumo turístico durante o verão. Nas férias deste ano, 23% dos turistas nacionais escolheram os estabelecimentos de alojamento local (AL) para descansar – 14% através de casas de AL particulares e 9% em acomodações de Airbnb –, o que corresponde a um aumento de seis pontos percentuais face a 2017.

No ano passado, esta plataforma apenas tinha sido a eleição de 3% dos portugueses para descansar nos meses mais quentes do ano.

O estudo “Observador Cetelem Férias de Verão 2018”, elaborado pela marca do Banco BNP Paribas Personal Finance, concluiu o alojamento local ganhou terreno perante, por exemplo, a residência secundária das famílias (a designada casa de férias), que tombou de 23% para 16% no período de um ano.

Ainda assim, a estada na casa de amigos e família mantém-se no topo das preferências, com 39% a selecionarem este tipo de hospedagem, mais do que os 35% registados no ano passado.

Os parques de campismo e os hostels voltaram a pesar mais nas escolhas de quem viaja no verão ou de quem «vai para fora cá dentro»: apresentaram uma subida de dois pontos percentuais e de quatro pontos percentuais, respetivamente. Por outro lado, ressentiram-se os hotéis, com uma diminuição de 32% para 20%.

A análise às férias dos residentes em Portugal Continental, que se baseou numa amostra representativa de 600 pessoas de ambos os sexos e com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, evidenciou também que, sem muitas surpresas, a maioria dos inquiridos (69%) prefere deslocar-se à praia. O campo é a escolha de 30% dos participantes no inquérito e a cidade de outros 28%.

No que diz respeito ao motivo pelo qual elegem um determinado destino de férias, sobressaem questões climatéricas: 41% garante que viaja para o local por causa da meteorologia.

Ler mais
Relacionadas

Receitas do alojamento turístico em Portugal disparam 18,6% em 2017

Segundo dados da Organização Mundial de Turismo, em 2017 ocorreram 1.323 milhões de chegadas de turistas internacionais em todo o Mundo, traduzindo um acréscimo de 84 milhões face ao ano anterior.

Férias dos portugueses são na praia e custam cerca de 700 euros, diz IPAM

Na comparação com o estudo de 2017, a coordenadora do estudo referiu o “ligeiríssimo decréscimo, absolutamente residual, do valor gasto, contrariamente às expectativas, nas férias de verão: passou de 708 euros do ano passado para 702 este ano”.

Câmara de Lisboa vai travar alojamento local em bairros históricos

A autarquia de Lisboa vai passar a impor limites à abertura de novas unidades de alojamento local, estando previsto que a Câmara do Porto venha a seguir o mesmo caminho.
Recomendadas

Aprenda a aumentar a duração da bateria do seu portátil

Utilize o AutoPowerOptionsOK (APO) para melhorar a vida da bateria do seu computador e controlar as opções de energia.

Corrida condiciona trânsito em Lisboa amanhã

A prova desportiva “5ª Corrida dos Adeptos e Simpatizantes” provocará condicionamentos em diversas artérias da cidade a partir das 8h45. Veja aqui o percurso.

Estudo da GfK diz que ‘propensão para comprar em Portugal’ está abaixo da média europeia

Neste parâmetro, o consumidor que apresenta mais predisposição para comprar é o alemão, enquanto o consumidor espanhol é o que tem menos vontade de adquirir produtos/serviços.
Comentários