Altice e Huawei reforçam parceria para implementar 5G em Portugal

A Huawei vai disponibilizar equipamento comercial 5G NR para o lançamento comercial da rede 5G na Altice Portugal, que pretende oferecer maior largura de banda aos clientes e suportar conetividade massiva de baixa latência.

A Altice Portugal e a Huawei assinaram um memorando de entendimento, no Mobile World Congress 2018, com o objetivo de acelerar a implementação de 5G em Portugal. As empresas pretendem testar potenciais aplicações que possam ser alavancadas pela tecnologia 5G, depois de terem começado, em 2016, um programa de cooperação de capacitação e evolução de rede.

“O 5G representa um novo paradigma na estratégia da Altice Portugal pelo seu potencial de abraçar múltiplos usos e aplicações, conduzindo a novos e interessantes desafios. Neste novo desafio, sentimo-nos confiantes por poder contar com a capacidade de inovação e concretização da Huawei, um dos nossos parceiros de referência”, afirmou o chief technology officer da Altice Portugal, Luís Alveirinho, em comunicado.

O memorando significa mais um passo na parceria tecnológica entre as duas empresas, que já realizaram várias atividades e demonstrações para acelerar o desenvolvimento do ecossistema em Portugal.

Para isso, a Huawei vai disponibilizar equipamento comercial 5G NR para o lançamento comercial da rede 5G na Altice Portugal, que pretende oferecer maior largura de banda aos clientes e suportar conetividade massiva de baixa latência.

A Altice espera que o novo Rádio 5G permita aos operadores um aumento qualitativo de acesso à Rede de Banda Larga Móvel (eMBB), bem como a disponibilização de comunicações de grande fiabilidade e de baixa latência (URLLC), para consumidores e para efeitos de conetividade massiva máquina a máquina (mMTC).

“O 5G trará mudanças sem precedentes ao nosso dia a dia, bem como à nossa indústria. No entanto, o desenvolvimento do 5G precisa da cooperação de todos os diferentes parceiros, trabalhando juntos para inovar juntos. Estamos muito felizes por assinar este MoU com a Altice Portugal, o que mostra a determinação de ambas as empresas no futuro do 5G em Portugal”, acrescentou o CEO da Huawei Tech, Chris Lu.

Ler mais
Recomendadas

PremiumImparidades de 841,2 milhões de euros tiram 300 milhões ao lucro do BCP

O BCP teve lucros de 183 milhões de euros, menos 39,4% do que em 2019, graças às provisões de 841,2 milhões de euros no contexto Covid-19. Polónia e Fundos de Restruturação impactaram nas contas.

1.886 tripulantes da TAP votaram ‘sim’. Acordo de emergência fica aprovado no SNPVAC

A esmagadora maioria dos tripulantes da TAP representados pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil votou favoravelmente o “Acordo de Emergência”, virando a página num processo negocial que tem sido longo para os trabalhadores do Grupo TAP, mas que salvaguardou algumas regalias laborais.

TAP. Pilotos do SPAC aceitam “acordo de emergência”

Com uma participação massiva de 96,8% dos associados do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), foi votado o “Sim” ao “acordo de emergência” estabelecido com a administração da TAP, com uma maioria de 617 votos. O regime sucedâneo é afastado para os pilotos, que vêm o ordenado ser cortado em 50% acima do valor de garantia de 1.330 euros mensais.
Comentários