Altice investe dez milhões de euros na expansão da rede de fibra ótica em dez municípios

Atualmente, a rede de fibra ótica da Altice serve mais de 5,1 milhões de lares e empresas, mas o objetivo da operadora é chegar às 5,3 milhões de habitações. O objetivo passa por tornar Portugal “num dos primeiro países europeus com cobertura integral de fibra ótica”.

A Altice Portugal anunciou esta quinta-feira uma nova vaga de investimento na região centro e norte, no valor de dez milhões de euros, para “reforço da expansão de fibra ótica de última geração”. A operadora de telecomunicações diz tratar-se de um “investimento privado, autónomo e totalmente voluntário”, para um país “mais equilibrado no acesso às oportunidades”.

“Uma dezena de municípios vão beneficiar do reforço das suas redes de fibra ótica e, em alguns casos, de rede móvel, em coberturas que em muitos casos superam os 90%. Abrantes, Cantanhede, Celorico da Beira, Constância, Covilhã, Figueira da Foz, Guarda, Mangualde, Pombal, Santa Maria da Feira são os municípios visados”, adianta o comunicado da empresa liderada por Alexandre Fonseca.

Atualmente, a rede de fibra ótica da Altice serve mais de 5,1 milhões de lares e empresas, mas o objetivo da operadora é chegar às 5,3 milhões de habitações. O objetivo é tornar Portugal “num dos primeiro países europeus com cobertura integral de fibra ótica”.

Para o presidente executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, o investimento anunciado revela que a empresa continua a “apostar no país”, assumindo-se “enquanto motor de desenvolvimento económico e social, para  lá de todas as fronteiras e densidades populacionais”.

O gestor defende, por isso, que a empresa que lidera assegura “proximidade, investimento, inovação, qualidade de serviço e responsabilidade social” com o país. A empresa aponta como prova disso mesmo o novo périplo que a comissão executiva da Altice Portugal começou a fazer na quarta-feira pelo território português, terminando esta quinta-feira, anunciando acordos, parcerias e investimentos com 20 municípios, nos distritos de Lisboa, Coimbra, Leiria, Faro, Guarda, Castelo Branco, Porto, Viseu e Santarém.

O investimento mais simbólico, que será inaugurado durante o périplo, é o novo Centro de Investigação, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico no Instituto de Engenharia de Coimbra, que nasceu de um protocolo da Altice Labs com a Universidade de Coimbra a pensar em projetos de inovação e desenvolvimento (I&D).  O AlticeLabs@ISEC representa um investimento de 120 mil euros.

Ler mais
Recomendadas

PremiumConservas querem substituir 200 milhões de importações

Campanha em curso de promoção do consumo de conservas deverá aumentar vendas em cerca de 5%, revela José Maria Freitas, presidente da ANICP – Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe, em entrevista ao Jornal Económico.

Lucro da petrolífera Saudi Aramco cai 50% no primeiro semestre para 19,7 mil milhões de euros

A petrolífera Saudi Aramco alcançou 23,2 mil milhões de dólares (cerca de 19,7 mil milhões de euros) de lucro no primeiro semestre deste ano, menos 50% do que em igual período do 2019, penalizado pela pandemia de covid-19.

Apenas 2,7% das coimas da Autoridade da Concorrência foram pagas desde 2004

Uma das razões para os atrasos são os múltiplos recursos na Justiça, que contribuem para que só uma pequena parte das coimas seja paga.
Comentários