Álvaro Sobrinho suspeito de desviar 500 milhões de dólares do BESA

Ministério Público quer arrestar os bens do ex-presidente do BESA e atual acionista de referência do Sporting, mas o advogado do angolano argumenta que não há indícios de crime.

Álvaro Sobrinho

O ex-presidente do Banco Espírito Santo Angola (BESA) é suspeito de ter desviado 500 milhões de dólares, o equivalente a 471 milhões de euros, do banco. O Ministério Público (MP) estará a investigar a apropriação de fundos por parte de Álvaro Sobrinho para si próprio e para terceiros, segundo noticia o “Correio da Manhã”.

No acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa, que data de julho de 2016 e a que o CM teve acesso, o MP refere que Álvaro Sobrinho se terá apropriado de uma verba milionária “que integra valores colocados ao dispor” da presidência do BESA, “em contas abertas em Portugal, e de onde saíram também, com destino à Suíça, para contas da titularidade do arguido e de sociedades que existem no seu interesse”.

Quando Sobrinho deixou o cargo, em 2012, tinha uma dívida ao BES de 3,3 mil milhões de euros. O valor era referente a créditos recebidos da casa-mãe. “A prova existente é passível de revelar o envolvimento do arguido em processos de concessão fraudulenta de crédito”, diz ainda o MP, citado pelo CM. O tribunal quer agora arrestar os bens de Sobrinho, mas o advogado do angolano refuta as acusações, argumentando que o tribunal não encontrou indícios de crime.

Recomendadas

Vice-governador do BdP diz que orçamento comum é fundamental ao euro

O vice-governador do Banco de Portugal (BdP) Luís Máximo dos Santos defendeu esta sexta-feira que a existência de um orçamento comum a nível europeu é fundamental ao reforço da união monetária europeia.

Novo Banco confirma que a venda da carteira de malparado Nata II foi autorizada pelo Fundo de Resolução

O banco confirma assim a notícia avançada hoje pelo Jornal Económico. O Novo Banco já registou nas contas a venda da carteira de malparado ao fundo Davidson Kempner.

Portugueses recorrem cada vez mais ao crédito. 635 milhões em setembro

Os portugueses recorreram mais ao crédito no mês de setembro num total de 635 milhões de créditos contraídos. De acordo com uma nota publicada pelo Banco de Portugal esta sexta-feira, 15 de novembro, relativa à evolução dos novos créditos aos consumidores, os portugueses pediram um total de 295 milhões de euros em crédito pessoal, num […]
Comentários