“Ameaça aos deputados é uma ameaça à própria democracia”, sublinha ministra Mariana Vieira da Silva

“A ameaça aos três deputados é uma ameaça à própria democracia, o Governo repudia e solidariza-se com as vítimas desta ameaça, a tentativa de condicionamento politico de representantes eleitos é crime e é assim que está a ser tratado”, realçou a ministra.

Mariana Vieira da Silva

Mariana Vieira da Silva, ministra de Estado e da Presidência, sublinhou esta sexta-feira que a ameaça da extrema-direita às três deputadas e aos responsáveis da Associação SOS Racismo representam uma ameaça à democracia e que o Governo repudia este tipo de atos.

“A ameaça aos três deputados é uma ameaça à própria democracia, o Governo repudia e solidariza-se com as vítimas desta ameaça, a tentativa de condicionamento politico de representantes eleitos é crime e é assim que está a ser tratado”, realçou a ministra.

A Policia Judiciária (PJ) está a investigar ameaças feitas à associação SOS Racismo e a três deputadas. Em causa está um email recebido pela SOS Racismo com uma lista de dez pessoas que, de acordo com a exigência do remetente, têm 48 horas para sair de Portugal. Entre os nomes estão as deputadas Mariana Mortágua e Beatriz Gomes Dias do Bloco de Esquerda (BE) e Joacine Katar Moreira, deputada não inscrita.

Mamadou Ba, da SOS Racismo, já foi ouvido esta tarde nas instalações da Policia Judiciária em Lisboa. Em declarações à “RTP”, o BE indica que fez chegar esta informação ao “conhecimento à Polícia Judiciária e que vai apresentar queixa ao Ministério Público”.

A rádio “TSF”, teve acesso ao email no qual a denominada “Nova Ordem de Avis – Resistência Nacional” ameaça com “medidas contra estes dirigentes e os seus familiares” caso o prazo seja ultrapassado e adianta que “o mês de agosto será mês da luta contra os traidores da nação e do reerguer nacionalista”.

O Presidente da República manifestou-se esta quinta-feira sobre a ameaça da extrema-direita a dez cidadãos portugueses, entre os quais três deputadas do Parlamento, e considerou que este ato, apesar de ter ganho notoriedade, “é tão condenável contra deputados como seria contra qualquer outro cidadão”.

“Este ato ganhou uma maior notoriedade mas é tão condenável um ato destes contra deputados como contra qualquer outro cidadão. Esta situação ganha outra dimensão na medida em que é contra deputados”, realçou o Presidente da República.

 

 

 

Ler mais
Relacionadas

Marcelo sobre ameaça a deputados: “É tão condenável como se fosse contra qualquer outro cidadão”

“Este ato ganhou uma maior notoriedade mas é tão condenável um ato destes contra deputados como contra qualquer outro cidadão. Esta situação ganha outra dimensão na medida em que é contra deputados”, realçou o Presidente da República.

Deputadas do BE apresentam queixa ao MP por ameaças em ‘e-mail’ dirigido à SOS Racismo

As deputadas do Bloco de Esquerda Beatriz Dias e Mariana Mortágua vão apresentar queixa ao Ministério Público (MP) na sequência de ameaças recebidas em ‘e-mail’ dirigido à associação SOS Racismo, confirmou à Lusa fonte do partido.
Recomendadas

Portugal regista mais 552 casos e 13 mortes por Covid-19

O país regista, desde o início da pandemia, 68.577 casos confirmados da doença causada pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde.

Mais de 1 milhão de pessoas descarregaram a aplicação Stayaway Covid

“Estamos muito satisfeitos, ainda que não esteja propriamente surpreendido. A aplicação é uma ajuda à população portuguesa, mas ainda faltam os restantes cinco milhões de portugueses [que têm ‘smartphones’]”, disse Rui Oliveira, administrador do INESC TEC.

Loures cancela festejos carnavalescos de 2021

Devido à pandemia também já foram cancelados os corsos carnavalescos de Estarreja, Ovar, Mealhada, Figueira da Foz e Torres Vedras.
Comentários