Antiga casa de praia da Ferreirinha no Porto vai ser alvo de reabilitação

O projeto de reabilitação vai dar origem a 23 apartamentos de tipologias T1 e T2. Os trabalhos vão decorrer durante 15 meses num investimento de 4,5 milhões de euros.

O Grupo Omega, através da sua associada Realplano, SA, vai investir 4,5 milhões de euros no projeto de reabilitação e construção da “Casa Ferreirinha”, situada na Foz Velha no Porto, informou a empresa em comunicado esta quarta-feira, 15 de janeiro.

O projeto de reabilitação da antiga casa de praia de dona Antónia Adelaide Ferreira – empresária do setor do vinho na região do Douro no século XIX, conhecida por “Ferreirinha” – vai dar origem a 23 apartamentos de tipologias T1 e T2. Os trabalhos vão decorrer durante 15 meses, estando a gestão e condução técnica dos mesmos a cargo da Omega, Serviços de Engenharia Lda.

Dos 23 apartamentos, 12 são resultantes de uma criteriosa reabilitação da estrutura existente e 11 serão criados de raiz, ficando unidos por um espaço verde. O projeto terá a assinatura do atelier do arquiteto Virginio Moutinho, e vai manter o estilo arquitetónico da casa mãe, edificada no século XIX.

José Carvalho, CEO do Grupo Omega salienta que reabilitação da “Casa da Ferreirinha” será “um marco nesta zona privilegiada do Porto. Os futuros moradores poderão beneficiar de uma zona muito tradicional e tranquila, mas ao mesmo tempo muito próxima do centro histórico do Porto”.

O responsável acrescenta que este “será um condomínio muito exclusivo, para o qual foram selecionados materiais de excelência, tendo existido uma grande preocupação ao nível do desempenho térmico a acústico. Este projeto é uma dos muitos que o Grupo Omega se encontra atualmente a desenvolver ao nível da reabilitação, construção nova e projetos de engenharia”.

Recomendadas

Torre de Campolide com 26 andares já começou a ser construída

Este projeto conta com 26 pisos representa um investimento de mais de 90 milhões.

PremiumPreços de Lisboa levam promotores para as periferias

Responsável da Coldwell Banker Portugal diz ser “incomportável ter um produto final em Lisboa acessível à classe média”. Preços dos terrenos, custos da obra e fiscalidade estão a levar os promotores para fora da cidade.

Arrendamento de casas: como devem os senhorios calcular a renda ideal?

Os valores das casas para arrendar têm vindo a aumentar. Mas quando se arrenda um apartamento, impõem-se as questões: é muito caro, é muito barato? Qual será afinal a renda ideal? Descubra tudo neste artigo.
Comentários