Mediadores imobiliários querem mais profissionalização para enfrentar desafios do sector

APEMIP tem, entre outras prioridades, o lançamento de um portal imobiliário de referência no sector e que considera ser essencial para o segmento dos mediadores imobiliários.

Paulo Caiado (presidente APEMIP)

A Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) quer apostar numa maior profissionalização dos seus membros como estratégia para os desafios e exigências que este mercado vai ter pela frente.

Esta é uma das medidas que a nova direção do organismo, agora liderada por Paulo Caiado, tem programadas nesta rentrée, onde se encontra também o lançamento do portal imobiliário ‘CasaYES’, que servirá como uma referência no sector e que considera ser essencial para o segmento dos mediadores imobiliários.

Paulo Caiado, presidente da APEMIP, pretende “reforçar o papel da APEMIP como instrumento de defesa e apoio às necessidades de todos os associados – sejam pequenas, médias ou grandes empresas de mediação imobiliária”, mostrando-se empenhado em contribuir para que a profissionalização do setor seja cada vez mais uma realidade. “Neste âmbito, vamos renovar o leque de formadores e as formações da Academia APEMIP, para garantir uma oferta formativa atual e adequada às necessidades e expectativas dos profissionais do setor”, salienta.

Para reforçar esta aposta na formação, o organismo passa contar com Massimo Forte, um dos formadores mais reconhecidos do sector imobiliário.

Com quase 20 anos de existência tem vindo a crescer no seu número de novos associados, sendo que entre 2016 e 2021 chegaram 975 novos associados, 187 oriundos da região Norte, 96 do Centro, 487 da Região de Lisboa e Vale do Tejo, 183 do Sul e 22 correspondentes aos arquipélagos.

Recomendadas

Toyota movido a hidrogénio bate recorde: 1.360 km sem reabastecer

O Toyota Mirai bateu o recorde de distância com um único tanque para os automóveis a hidrogénio.

Presidente demissionário da CP explica decisão no Parlamento. Veja em direto

A pedido do PSD, Nuno Freitas é ouvido esta quarta-feira na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação a pedido do PSD, para falar da sua saída e do futuro da empresa.

Operação “Cifras Negras”: PJ desmantela rede criminosa que branqueou sete milhões de euros em bancos nacionais (com áudio)

Quatro pessoas foram detidas por associação criminosa e branqueamento de capitais, revelou hoje a Polícia Judiciária (PJ), dando conta que grupo organizado, de cariz transnacional, utilizava o território nacional através de abertura de contas em vários bancos portugueses para fazer circular capitais através de empresas de fachada que constituía para o efeito.
Comentários