Apple quer produzir o seu próprio carro a partir de 2024

A gigante tecnológica pretende recuperar o projeto ‘Titan’ que teve início em 2014, mas que devido a vários contratempos nunca arrancou.

Flickr

A Apple tem o objetivo de fabricar o seu primeiro carro de passageiros com base na sua tecnologia até 2024. Segundo conta a agência “Reuters” esta terça-feira, 22 de dezembro, ainda existem muitas incógnitas em redor deste projeto confirmado por Tim Cook, CEO da Apple, há três anos, quando revelou que a empresa estava a trabalhar no desenvolvimento de um sistema de direção autónomo.

De acordo com fontes próximas, a empresa pretende recuperar o projeto designado como Titan’, que teve início marcado para 2014, mas que devido a vários contratempos nunca arrancou. Em 2019, a Apple reduziu a equipa de mil profissionais que trabalhavam no desenvolvimento em mais de 200 pessoas.

A “Reuters” assegura que a Apple vai procurar um sócio para se responsabilizar pela fabricação do veículo, indicando que num passado recente existiram conversações com a Magna International. Em 2018, o “New York Times” afirmou que a Apple tinha chegado a um acordo com a Volkswagen. A pandemia também pode afetar a programação da Apple e atrasar os planos de iniciar a produção até 2025.

Um elemento central da nova fase em que o projeto entrou é um novo desenho de bateria que poderá reduzir “radicalmente” o custo e aumentar a autonomia do veículo. Segundo a “Reuters”, a Apple projetou uma bateria de célula única baseada em fosfato de ferro-lítio, mais segura do que as baterias de íon-lítio e com maior autonomia.

Recomendadas

Restaurantes da Ibersol concentram-se no ‘take away’ e no ‘delivery’

As cadeias de restauração Burger King, KFC, Pans & Company, Pizza Hut e Taco Bell passam a funcionar centrados no serviço de entrega ao domicílio e de recolha no restaurante.

Vendas nacionais de carros elétricos em 2020. Tesla e Nissan com quebras acima de 28%. Renault sobe 28%

Tesla e Renault lideraram as vendas do mercado nacional em 2020. Mas enquanto a marca francesa disparou nas vendas, a norte-americana recuou. O mercado de carros elétricos cresceu em 2020, enquanto o mercado nacional global caiu 34%.

Empresas vão de emitir credencial para trabalhadores se deslocarem

O primeiro-ministro anunciou hoje novas medidas para endurecer o atual confinamento geral. Ao mesmo tempo, as grandes empresas têm 48 horas para comunicar quem são os trabalhadores dispensados de teletrabalho.
Comentários