As 20 startups de turismo para as quais olhar com atenção em 2021

Pela primeira vez, o NEST – Centro de Inovação do Turismo, a associação fundada em 2019 pelo Turismo de Portugal, ANA, Via Verde, Google, Microsoft, BCP, NOS e BPI, destacou duas dezenas de empresas inovadoras no sector.

Pela primeira vez, o NEST – Centro de Inovação do Turismo escolheu as duas dezenas de startup mais inovadoras do sector em Portugal. A associação – fundada em 2019 pelo Turismo de Portugal, ANA, Via Verde, Google, Microsoft, BCP, NOS e BPI – criou uma lista com 20 jovens empresas do turismo que o mercado deve seguir com atenção em 2021.

As startups distinguidas foram (por ordem alfabética): a Bags4days, a Classihy, a Climber RMS a Cyango, a Doiin, a Guestcentric, a Hijiffy, a Hole19, a Homeit, a Infraspeak, a Live Electric Tours, a LUGGit, a Sailside, a Seabookings, a Secret City Trails, a Storyo, a Try Portugal, a Wide Ocean, a Retreat, a XLR8 RMS e a X-Plora.

A tabela de empreendedores distinguidos pelo NEST contou como apoio da sociedade de capital de risco Portugal Ventures e tem fornecedores e produtos e serviços que operam em áreas do setor como Inteligência Artificial, realidade virtual/aumentada, recursos humanos, comunicação, transportes, marketplace, entre outras.

Há duas startups na lista – HiJiffy e Live Electric Tours – que este ano foram galardoadas no Tourism Startup Competition organizada pela Organização Mundial do Turismo.

“A seleção dos projetos não foi fácil e demos atenção a vários fatores como: a sua base tecnológica, a inovação que trazem para a área do turismo ou o valor que aportam para o mercado, pelas respostas que trazem às suas necessidades”, ressalvou Roberto Antunes, diretor executivo do NEST, numa nota divulgada à imprensa.

O diretor pelo NEST, formado em Gestão Hoteleira, explicou que que a organização teve em conta “o impacto económico que estas startups poderiam ter na sua área de atuação, o seu potencial de valorização económica e escalabilidade, o reconhecimento do público e a visibilidade no ecossistema do turismo, incluindo a atribuição de prémios nacionais ou internacionais”.

Recomendadas

EDP Renováveis fecha contrato de aquisição de energia de 15 anos para um projeto eólico no Canadá

A EDP Renováveis fechou um contrato com a TransCanada Energy para a venda da energia verde do seu parque eólico de Shap Hills, no Canadá.

Aon e Firma estabelecem parceria para soluções globais de financiamento das empresas

Bernardo Theotónio-Pereira explica a parceria com “as necessidades actuais das empresas” que “passam, na sua maioria, por soluções de tesouraria e de funding céleres e independentes da burocracia e lentidão da banca nacional e/ou de outros players ou fundos ‘abutres’ que se instalaram em Portugal ”.

Quem é a Evergrande e porque está a assustar os mercados mundiais?

A iminência de incumprimento por parte do gigante chinês do imobiliário fez tremer os mercados e há já quem tema um impacto sistémico de elevadas proporções. O Jornal Económico falou com analistas do mercado e com o CEO da Vanguard Properties, que deram a sua visão sobre o que se passou com a Evergrande e que impacto pode ter no mercado.
Comentários