ASF assinala Semana da Formação Financeira atividades nas escolas e prémio para o melhor professor em literacia financeira

Ao longo da semana, os supervisores financeiros desenvolveram iniciativas para sensibilizar a população para a importância da literacia financeira dirigidas a diferentes públicos-alvo: estudantes, professores, jogadores e ex-jogadores profissionais de futebol, população sénior e técnicos de ação social.

O Conselho Nacional de Supervisores Financeiros – composto pelo Banco de Portugal, Comissão de Mercados de Valores Mobiliários (CMVM) e Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) – assinalou nos últimos dias a Semana da Formação Financeira 2019 (de 28 a 31 de outubro) com uma semana de formação financeira em diversas localidades no distrito de Bragança, que culminou com a atribuição do prémio ao professor que mais se destacou na implementação de projetos de educação financeira e e prémios aos vencedores do Concurso Todos Contam.

“Estes prémios resultam do esforço e do empenho de todos vós. E têm mais valor por outra razão: nesta edição do Concurso Todos Contam foram apresentadas 58 candidaturas, envolvendo cerca de 70 escolas de Norte a Sul do País e mais de 11 300 alunos. Consideramos este investimento (nas escolas) muito relevante, pois os jovens esclarecidos serão adultos mais responsáveis. E esta responsabilidade é de todos”, disse a presidente da ASF, Margarida Côrrea de Aguiar, na cerimónia que teve lugar esta semana, na Escola Secundária Emídio Garcia, em Bragança.

Ao longo da semana, os três supervisores financeiros desenvolveram iniciativas para sensibilizar a população para a importância da literacia financeira dirigidas a diferentes públicos-alvo: estudantes, professores, jogadores e ex-jogadores profissionais de futebol, população sénior e técnicos de ação social.

Relativamente ao prémio do melhor professor foi para Tânia Martins, docente na Escola Profissional Vértice, em Paços de Ferreira. O prémio bem como as atividades relativas à Semana da Formação Financeira 2019 contou com o apoio do Banco de Portugal, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, em conjunto com o Ministério da Educação.

Quanto ao concurso Todos Contam foram apresentadas 58 candidaturas, envolvendo cerca de 70 escolas de Norte a Sul do país e mais de 11.300 alunos.

“Como bem sabem, a poupança está ligada a uma perspetiva de futuro. Poupar é acreditar no futuro. No nosso futuro e no dos nossos filhos. Uma sociedade que se preocupa com a poupança é uma sociedade que tem esperança no futuro. Mas eu atrevo-me também a dirigir-me especialmente aos senhores professores aqui presentes para lhes pedir um esforço adicional, o de transmitirem a todos os jovens a ideia de que o futuro depende de cada um de nós. É importante que os nossos jovens acreditem que  o futuro será o resultado do seu próprio esforço”, acrescentou Côrrea de Aguiar.

Ler mais
Recomendadas

Qual o futuro do dinheiro? Gerir, pagar e receber online, dizem especialistas

Se os cartões sem contacto já são uma realidade para muitos portugueses o mesmo não se pode dizer dos métodos de pagamento com dados biométricos ou através de acessórios, como anéis. No entanto, a pandemia veio mudar a visão dos mais céticos.

PremiumCore Capital compra SousaCamp por 12,3 milhões de euros

A escritura de venda dos créditos do Novo Banco e do Crédito Agrícola no grupo Sousacamp à capital de risco Core Capital, foi finalmente assinada esta quinta-feira, dia 28 de maio.

Portugal é dos países europeus que mais investe em ‘open banking’, conclui estudo

A oportunidade de melhorar a experiência do cliente foi o maior catalisador dos investimentos, segundo a análise da plataforma sueca Tink.
Comentários