Associações de ‘business angels’ unem-se na Investors Portugal para investir 150 milhões de euros em três anos

Federação Nacional de Business Angels (FNABA) e Associação Portuguesa de Business Angels (APBA) são agora uma nova instituição de investidores em empresas recém-criadas: a APIES, Associação Portuguesa de Investidores Early Stage – Investors Portugal.

As duas associações portuguesas de investidores Federação Nacional de Business Angels (FNABA) e Associação Portuguesa de Business Angels (APBA), com mais de 15 anos de experiência em investimento em capital de risco, fundiram-se numa instituição agora designada APIES (Associação Portuguesa de Investidores Early Stage – Investors Portugal).

Lançada ontem, a entidade nasce (quase) do zero e com a ambição de melhorar a atividade dos investidores-anjo em empresas recém-criadas de base tecnológica e reforçar a sua capacidade de influência junto dos associados e parceiros (consultoras, sociedades de advogados, universidades e politécnicos, incubadoras e aceleradoras, autarquias e associações empresariais), através de um raio de atuação maior, que abranja fundos de venture capital.

“Para sair da mediania em que o país se deixou cair desde o início do século e, se queremos ter mais emprego qualificado com melhores salários, temos que criar mais empresas de alto valor acrescentado. A Investors Portugal abraça estes desafios apoiando os seus associados a investir no empreendedorismo qualificado”, garante João Trigo da Roza, co-presidente da APIES.

Sob o lema “early seeds, growing forward”, a associação de investidores em early stage (fase inicial) pretende desenvolver o empreendedorismo, investir, criar sinergias, representar os agentes do sector e dar formação. Para os próximos três anos, prevê um investimento na ordem dos 150 milhões de euros, de acordo com a informação divulgada esta quinta-feira.

“Queremos Portugal inovador, competitivo e exportador? Isso só é possível com business angels e capital de risco bem organizados. A Investors Portugal é dos investidores que acreditam que Portugal tem empreendedores com as competências para criar de sucesso internacional em Portugal”, afiança o co-presidente Pedro Bandeira.

A recém-criada associação apoia, neste momento, cerca de 425 business angels, conta com mais de 300 startups investidas, 23 entidades veículo e fundos de venture capital e 500 milhões de euros de investimentos sob gestão.

Recomendadas

Exportação de vinhos portugueses sobe 13% até agosto para 581 milhões de euros

“As exportações totais foram de 581 milhões de euros [até agosto], mais 13% do que no ano passado”, adiantou o presidente da ViniPortugal, Frederico Falcão, em declarações à Lusa, a propósito dos 25 anos da associação.

Jeff Bezos e executivos da Amazon poderão ter mentido ao congresso dos EUA

Os principais legisladores dos EUA admitem estar a considerar pedir uma “investigação criminal” à empresa depois de uma investigação da “Reuters” dizer que a Amazon copiava produtos e manipulava os seus resultados de pesquisa na Índia para aumentar as vendas da marca.

PJ já foi buscar obras de arte à casa de João Rendeiro (com áudio)

Das 124 obras de arte do banqueiro em fuga, 15 desapareceram e três já foram identificadas como falsas pela PJ, revela o “CM”.
Comentários