Atenção, startups de turismo. Inscrições para o programa “Discoveries” acabam daqui a 1 mês

O programa de aceleração de startups da Fábrica de Startups e do Turismo de Portugal está na sua quinta edição. A Consulta do Viajante, a Climber RMS, a PartyWith, a SeaBookings e a TourScanner são exemplos de empresas que passaram pelo “Discoveries”.

O programa de aceleração “Discoveries” – destinado a startups nas áreas do turismo e viagens e organizado pela Fábrica de Startups e pelo Turismo de Portugal – está de regresso para uma quinta edição. Os empreendedores poderão submeter as suas candidaturas até daqui a um mês, 24 de maio de 2019.

A iniciativa é gratuito (mediante inscrição e seleção dos projetos) e dirigida a todos os micronegócios ligados a indústrias nestas áreas e também a todos aqueles queiram apenas criar produtos, serviços ou soluções inovadoras e validar a sua viabilidade.

Ao longo do programa, os participantes têm acesso a uma rede de mentores, da qual fazem parte nomes como António Lucena de Faria (fundador e CEO da Fábrica de Startups), André Marquet (fundador e CEO da Productized) ou José Arthur Vasconcelos (mentor e membro do conselho de administração da Startup Discoveries).

A Consulta do Viajante, a Climber RMS, a PartyWith, a SeaBookings e a TourScanner são exemplos de empresas que aceleraram os seus negócios no Discoveries. A edição de 2019 irá decorrer entre 2 e 31 de julho, em Oeiras.

Calendarização

  • Período de candidaturas – Até 24 de maio
  • Anúncio das startups selecionadas – 3 de junho
  • Programa de aceleração – De 2 a 26 de julho
  • Pitch final – 31 de julho
Recomendadas

Movimento nos aeroportos portugueses sobe 2,3% até setembro para 15,2 milhões de passageiros

O número de passageiros que passou pelos aeroportos portugueses aumentou, em termos homólogos, em 2,3%, para 15,2 milhões até setembro, adiantou em comunicado a Vinci, que detém a ANA – Aeroportos de Portugal.

Matos Fernandes descarta medidas adicionais para atenuar subida dos preços da energia

O Ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, disse esta sexta-feira que “não vai haver necessidade” de falar de medidas adicionais para atenuar a subida dos preços da eletricidade “nos meses mais próximos”.

Galp: “Evento na Unidade de Destilação Atmosférica de Sines” não teve impacto no abastecimento do mercado português

“Seguindo os protocolos de segurança, a Empresa parou a operação da DAT que, após o seu arranque, é esperado que opere com taxas de utilização mais reduzidas durante algumas semanas”, anuncia a Galp.
Comentários