Atenção, startups de turismo. Inscrições para o programa “Discoveries” acabam daqui a 1 mês

O programa de aceleração de startups da Fábrica de Startups e do Turismo de Portugal está na sua quinta edição. A Consulta do Viajante, a Climber RMS, a PartyWith, a SeaBookings e a TourScanner são exemplos de empresas que passaram pelo “Discoveries”.

O programa de aceleração “Discoveries” – destinado a startups nas áreas do turismo e viagens e organizado pela Fábrica de Startups e pelo Turismo de Portugal – está de regresso para uma quinta edição. Os empreendedores poderão submeter as suas candidaturas até daqui a um mês, 24 de maio de 2019.

A iniciativa é gratuito (mediante inscrição e seleção dos projetos) e dirigida a todos os micronegócios ligados a indústrias nestas áreas e também a todos aqueles queiram apenas criar produtos, serviços ou soluções inovadoras e validar a sua viabilidade.

Ao longo do programa, os participantes têm acesso a uma rede de mentores, da qual fazem parte nomes como António Lucena de Faria (fundador e CEO da Fábrica de Startups), André Marquet (fundador e CEO da Productized) ou José Arthur Vasconcelos (mentor e membro do conselho de administração da Startup Discoveries).

A Consulta do Viajante, a Climber RMS, a PartyWith, a SeaBookings e a TourScanner são exemplos de empresas que aceleraram os seus negócios no Discoveries. A edição de 2019 irá decorrer entre 2 e 31 de julho, em Oeiras.

Calendarização

  • Período de candidaturas – Até 24 de maio
  • Anúncio das startups selecionadas – 3 de junho
  • Programa de aceleração – De 2 a 26 de julho
  • Pitch final – 31 de julho
Recomendadas

Deutsche Bank multado em mais de 130 milhões de euros após Epstein usar contas do banco para silenciar vítimas

De acordo com o “The New York Times”, o Deutsche Bank não fez “muitas perguntas” a Epstein para o ter como cliente. Nem mesmo quando foi observada a retirada de 100 mil dólares (88,6 mil euros) das contas do falecido multimilionário para “gorjetas e despesas domésticas”.

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos e reduzir novas aeronaves a metade

Como parte do plano de reestruturação, a companhia aérea anunciou que os cortes nos postos de trabalho vão incluir também os cargos administrativos e de gestão.

Crise no mercado de retalho deve ser pior do que crise de 2009

Quando a recuperação económica chegar, a publicação estima que esta seja lenta, uma vez que a maioria dos mercados afetados pela crise de 2008/2009 demorou perto de um ano até que as vendas retomassem a níveis pré-crise.
Comentários