PremiumAuditoria deverá deixar de fora venda da Tranquilidade por 40 milhões de euros

Apesar de o perímetro da auditoria da Deloitte ainda não estar concluído, o Jornal Económico sabe que a venda de ativos estará fora do âmbito da análise.

O âmbito da auditoria da Deloitte ao Novo Banco (NB) vai ficar estipulada num caderno de encargos que o Fundo de Resolução está a elaborar e que, segundo sabe o Jornal Económico (JE), está em fase de conclusão. Esse caderno de encargos define o que, contratualmente, a auditora Deloitte vai ter de fazer. É o chamado mandato do auditor.

Apesar de o perímetro da auditoria da Deloitte ainda não estar concluído, o JE sabe que a venda de ativos estará fora do âmbito da análise. Nomeadamente a venda da Tranquilidade à Apollo, que foi feita no tempo de Vítor Bento como presidente do BES. Recorde-se que a Tranquilidade foi vendida ao fundo americano Apollo Global Management por 40 milhões de euros no fim de agosto de 2014 (a seguradora era da ESFG mas passou para a titularidade do banco por causa de um penhor). O fundo norte-americano acabou por vender este ano a seguradora – que integrou na Seguradoras Unidas – à Generali, por cerca de 500 milhões.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Seguradora Fidelidade entra no mercado chileno

Com esta entrada no Chilea Fidelidade vai também apostar em alianças com parceiros estratégicos locais, alavancadas numa rede ampla de corretores e grandes retalhistas e de bancassurance, apostando numa qualidade de serviço superior com o objetivo de proporcionar o melhor serviço aos clientes.

Crédito Agrícola com subida dos lucros em 23% para 105 milhões

Apesar do aumento dos lucros, a margem financeira diminuiu 13,8 milhões de euros em termos homólogos (-5,4%), bem como as comissões líquidas que registaram uma variação de -6,1 milhões de euros (-7,8%) face ao homólogo.

PremiumSantander vende quatro parques solares do Glennmont Partners em Portugal

Propostas não vinculativas para quatro parques solares no país serão recebidas pelo Santander Portugal nesta segunda-feira.
Comentários