Autocarros para Lisboa são o maior contrato público de sempre

O projeto, que envolve os 18 municípios da AML, foi assinado no fim de março do presente ano e está repartido por quatro áreas de intervenção.

Carris

O contrato público para a contratação de uma nova frota de autocarros e do novo serviço de transporte rodoviário de passageiros na Área Metropolitana de Lisboa (AML), intitulado Carris Metropolitana, ascende a mais de 1,2 mil milhões de euros, avança o “Dinheiro Vivo” com base em dados oficiais do Governo no Portal Base.

O projeto, que envolve os 18 municípios da AML, foi assinado no fim de março do presente ano e está repartido por quatro áreas de intervenção. Para este projeto está prevista a compra de 600 autocarros modernos e menos poluentes.

De acordo com a publicação, o maior lote do contrato foi ganho pela empresa Viação Alvorada, uma nova empresa criada para este contrato público, que resulta na junção da Vimeca e da Scotturb. São 397,2 milhões de euros alocados para esta empresa durante sete anos, que vai explorar a zona noroeste de Lisboa, nomeadamente concelhos da Amadora, Oeiras, Sintra e as ligações a Lisboa e a Cascais. Serão ainda criadas 35 novas carreiras, que se juntam aos 98 itinerários já existentes, num total de 133 carreiras.

A Rodoviária de Lisboa, que serve a zona do Oeste, tem alocados 365 milhões de euros no seu lote, enquanto a Transportes Sul do Tejo (TST) vai receber 260 milhões de euros. O quarto e último lote é assinado pela Nex Continental Holdings – Transportes Luísa Todi e Transvia – num valor de 185 milhões de euros para reforçar o serviço na península de Setúbal.

Celebrado em março de 2021, os autocarros para Lisboa significam quase 20% do total contratado no primeiro semestre do ano.

Recomendadas

Costa criticado à esquerda e à direita por declarações sobre a Galp

Os vários partidos políticos deixaram críticas sobre o ataque de António Costa à Galp pelo encerramento da refinaria de Matosinhos. Se à esquerda foi criticado pelas declarações que consideram ser tardias, à direita apontaram que em maio teve declarações contraditórias.

Evergrande chega a acordo para evitar incumprimento de uma das suas dívidas

O gigante imobiliário chinês Evergrande disse esta quarta-feira ter chegado a um acordo com os detentores de obrigações para evitar o incumprimento de uma das suas dívida.

Endividamento das empresas privadas em máximos de 2014 (com áudio)

Desde março de 2014 que o endividamento das empresas privadas não atingia um valor tão elevado. No final de julho, as empresas do comércio e das indústrias eram as que mais contribuíam para este endividamento.
Comentários