Balões mais caros? Preço do hélio disparou mais de 50% no espaço de um ano

Os preços do hélio dispararam no mercado devido à falta deste gás que é usado para encher balões, na medicina, no mergulho ou na indústria aeroespacial.

O gás hélio é usado na medicina, balões meteorológicos, mergulho e na aviação. O seu uso mais conhecido é para encher os balões de festas que fazem as alegrias das crianças. Mas a falta deste gás para dar resposta à procura ameaça provocar um aumento dos preços. Os preços subiram entre 50% a 100%, segundo um especialista entrevistado pela BBC

Desde que os Estados Unidos organizaram um leilão em agosto de 2018 que os preços do gás hélio têm vindo a subir. Apesar de não ter um preço generalizado como acontece com o petróleo ou o gás natural, o hélio é um bem precioso e fundamental para várias atividades.

Os Estados Unidos possuem a maior reserva de hélio do mundo e, consequentemente, a regularidade com que agendam leilões influencia diretamente o preço deste gás a nível mundial. Apesar de ter vindo a realizar leilões anualmente desde 2013, o governo dos Estados Unidos já anunciou que o próximo se irá realizar em 2021, fazendo com a especulação sobre o preço aumente significativamente, segundo a BBC.

Phil Kornbluth, fundador da ‘Kornbluth Helium Consulting’, empresa especializada em consultadoria comercial de hélio a nível global, afirma que o preço do gás “subiu de forma drástica” num curto período de tempo, não havendo perspetiva de quando se irá estabilizar.

Neste leilão específico, os preços subiram 135%, com o especialista a prever que esta subida vai ser passada para os consumidores. “Não foi muito difícil aos maiores comercializadores passarem este aumento para os seus clientes, o que afetou os preços em todo o mundo”.

Kornbluth afirma também que “o preço do hélio terá subido entre 50% a 100%, dependendo de onde e a quem é comprado”. Aproveita também para explicar que como o hélio não é regulado da mesma forma que o petróleo e o gás natural, o contexto da compra e venda influencia diretamente o preço, que pode ser mais baixo ou mais alto consoante a localização.

Os vários usos do hélio podem resumir-se a quatro ações importantes, a medicina, o mergulho, aviação, e o entretenimento. Na medicina, o uso de hélio para a análise de TACs é absolutamente fundamental, no mergulho, possibilita respirar debaixo de água através da mistura com oxigénio, no entretenimento, o gás é utilizado para encher balões. O gás também é usado nos dirigíveis  e na indústria aeroespacial para limpar os motores dos foguetões e para arrefecer os instrumentos.

Entre os afetados encontram-se os comerciantes de rua, e os organizadores de eventos que utilizam balões a hélio para decorar espaços. Como este tipo de comerciantes têm de adquirir o hélio através de revendedores, a sua posição na hierarquia de compra e venda faz com que estes sejam os mais afetados pelas oscilações nos preços.

O dono de uma loja que vende balões em Londres constata este aumento. “Os preços sobem sem parar”, disse Steven Durnford à BBC, dono da Balloons of London.

Ler mais
Recomendadas

Governo cria grupo de trabalho para preparar Web Summit até 2028

O ‘Grupo de Trabalho Web Summit Portugal 2019-2028’ vai entrar em vigor já este ano, com o objetivo de “assegurar a organização e a coordenação da Web Summit, em cada ano do período de 2019 a 2028”.

Governo envia hoje para o Parlamento e Bruxelas esboço do Orçamento do Estado para 2020

Documento segue primeiro para a Assembleia da República e depois para a Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia, que reencaminha para Bruxelas.

Marca Portugal vale mais de 190 mil milhões de euros, diz consultora

Num ranking de cem países, elaborado pela Brand Finance, a marca Portugal surge na posição 48, à frente de países como Egito, Peru, Hungria, Eslováquia, Luxemburgo e Grécia. Contudo, países como Roménia, África do Sul, Nova Zelândia, Cazaquistão, Irão, Vietname ou Qatar surgem à frente de Portugal.
Comentários