Banco Africano aprofunda previsão de recessão para até 3,4% este ano

O banco estima agora uma recessão de 1,7% até 3,4%, dependendo do cenário médio ou mais gravoso, e uma recuperação de entre 2,4% a 3% no próximo ano.

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) piorou as previsões de crescimento para o continente, antecipando agora uma recessão de até 3,4% este ano, anunciou hoje a diretora do departamento económico do banco.

“Este é um evento tipo cisne negro, que acontece uma vez por século e é imprevisível”, explicou Hanan Morsy, durante a apresentação da revisão das previsões económicas do banco.

No Suplemento às Perspetivas Económicas Africanas, o banco estima agora uma recessão de 1,7% até 3,4%, dependendo do cenário médio ou mais gravoso, e uma recuperação de entre 2,4% a 3% no próximo ano.

“Os países dependentes da exportação de matérias primas e do turismo serão os mais afetados”, com quebras no PIB de 2 a 4% no caso dos exportadores e de mais de 10% para os países dependentes do turismo para equilibrar as finanças públicas.

Em África, há 11.622 mortos confirmados em quase 492 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Recomendadas

Cabo Verde Airlines em risco de desaparecer

O vice-primeiro-ministro cabo-verdiano, Olavo Correia, afirmou que, sem a intervenção do Estado, a Cabo Verde Airlines (CVA) “desaparecerá”.

PremiumPrimeiro-ministro de Cabo Verde: “Ajuda externa tem de evitar o colapso de países vulneráveis”

Primeiro-ministro cabo-verdiano diz que o Governo está a prolongar as medidas de proteção do emprego, das empresas e dos rendimentos.

Ativistas angolanas denunciam tentativa de fraude com crianças e pedido de donativos a Portugal

Em causa está uma angariação de donativos para cerca de 200 crianças abandonadas e com problemas de saúde, que se encontrariam num barracão nos arredores de Luanda e cuja localização exata os supostos benfeitores recusaram fornecer à estação televisiva “SIC”, que emitiu uma reportagem sobre o assunto.
Comentários