Banco Montepio lança abertura de Conta Online para Empresas

Com este novo serviço do Banco Montepio, os empresários podem abrir a conta bancária no local e no exato momento da constituição da sociedade, sem ter de se deslocar ao balcão do Banco, como tinham de fazer até aqui, diz o banco liderado por Pedro Leitão.

O Banco Montepio anuncia em comunicado que “é a primeira instituição financeira a lançar o serviço de Abertura de Conta Online para Empresas no mercado português”.

Com este novo serviço, as empresas têm a facilidade de abrir uma conta bancária 100% online, sem a necessidade de deslocação a um balcão e sem a obrigatoriedade de fazer download de uma app.

O processo 100% digital, permite que seja feita a recolha de dados e documentos; videochamada e ativação da conta.

“Em apenas três passos e menos de 20 minutos, a conta fica imediatamente ativa e pronta a movimentar, sem restrições”, avança o Banco liderado por Pedro Leitão.

Numa primeira fase, esta funcionalidade está disponível para as sociedades unipessoais com um sócio gerente, que representam mais de 50% do universo de empresas que abre atividade num ano, e em breve será alargada às empresas com mais sócios, detalha o banco.

Além da conveniência e comodidade, este novo serviço garante às empresas um conjunto de vantagens importantes, como agilidade, rapidez e segurança.

Pedro Leitão, presidente executivo do Banco Montepio, acredita que “o lançamento da abertura de Conta Online para Empresas é um passo importante no processo de transformação digital do Banco. O facto de sermos pioneiros demonstra a agilidade e capacidade de inovação do Banco Montepio, que desenvolveu e lançou o novo serviço em apenas dois meses. Mas este é também um compromisso com as empresas, um segmento para o qual o Banco Montepio está naturalmente vocacionado, com uma estratégia de serviço e de proximidade”.

A abertura de Conta Online para Empresas foi também pensada para complementar a iniciativa ‘Empresa na Hora’, diz ainda a instituição.

Com este novo serviço do Banco Montepio, os empresários podem abrir a conta bancária no local e no exato momento da constituição da sociedade, sem ter de se deslocar ao balcão do Banco, como tinham de fazer até aqui. “Com esta facilidade, os empresários passam a ter acesso, automaticamente, ao Montepio24 Empresas, o serviço de homebanking do Banco Montepio. Todo o relacionamento da empresa com o seu banco pode ser feito à distância ou através do canal que mais lhe convier”, explica o banco.

Ler mais
Recomendadas

Até 31 de dezembro o fisco reembolsou aos bancos 254 milhões de euros em créditos tributários

Aí está o primeiro relatório com o histórico dos ativos por impostos diferidos atribuídos em 2014, ao abrigo do regime especial, e dos respetivos pedidos de conversão desses ativos em créditos tributários, abrindo caminho à entrada do Estado no capital. Foram efetuados 19 pedidos de créditos tributários por seis bancos (CGD, Novo Banco, Bison Bank, Efisa, Haitong e Banif), que totalizam 1.131 milhões.

Pedro Castro e Almeida diz que a criação do Banco Português de Fomento “é uma boa ideia”

O CEO do Santander referiu que existem exemplos de países onde o banco de fomento funciona “bem”. Numa conferência promovida pela Associação Cristã de Empresários e Gestores, apelou ainda à dinamização da economia através de capital e não de dívida, e disse, segundo os dados que tem à data, a situação económica do país futura não é alarmante.

Virgílio Lima: “Imparidades de hoje são fontes de valor no futuro”

A PwC avaliou o Banco Montepio pelo valor dos seus capitais próprios, ou seja, cerca de 1.500 milhões de euros, obrigando à constituindo imparidades. “Existem 1.049 milhões de euros em imparidades que são reversíveis, à medida que as empresas forem cumprindo os seus Planos de Negócio no futuro recuperando valor”, diz Virgílio Lima que apela de “fontes de valor no futuro”.
Comentários