Bankinter Portugal lança crédito à habitação com spread de 1%

O Banco passa igualmente a suportar o total dos custos de transferência de Crédito Habitação com taxa variável no banco de origem, sob a forma de reembolso na conta à ordem após a formalização do crédito.

O Bankinter acaba de anunciar uma nova campanha de Crédito Habitação com spreads desde 1%, “suportando ainda os custos nas transferências de Crédito Habitação”, diz o comunicado do banco espanhol que está em Portugal com uma sucursal.

O banco assegura o reembolso total dos custos de transferências de crédito, “pressupondo um contrato com taxa variável na Instituição de Crédito de origem”.

“O meu Crédito Habitação só podia ser 1” é o tema escolhido para a campanha, “com soluções que apresentam spreads desde 1%, apenas com a subscrição dos seguros de Vida e Multiriscos, através do Bankinter, e domiciliação de ordenado”, diz o comunicado.

“Ao transferir o Crédito Habitação, o Bankinter oferece ainda condições especiais aos Clientes que necessitem de um Crédito Hipotecário Complementar”, refere o banco.

“Com esta campanha o Bankinter pretende manter-se na liderança da inovação da oferta, ao simplificar o acesso ao spread mínimo e assumir todos os custos de transferências de Crédito Habitação, oferecendo ainda condições especiais para um crédito hipotecário complementar. Para quem privilegie a tranquilidade e segurança de pagar uma prestação mensal sempre com o mesmo valor, pode optar por uma taxa de juro fixa até 30 anos”, refere Vítor Pereira, Diretor de Desenvolvimento de Negócio, Produtos, CRM e Marketing do Bankinter Portugal.

A campanha publicitária foi criada pela ContrapuntoBBDO e o planeamento de meios é da Starcom.

 

 

 

Ler mais
Recomendadas

Bankinter e COSEC assinam protocolo de distribuição de seguro de créditos

O objetivo é permitir às empresas a gestão do risco de crédito em condições mais seguras, cobrindo os prejuízos decorrentes do não pagamento das vendas a crédito de bens e serviços em Portugal e no estrangeiro.

BdP: empréstimos às empresas cresceram em outubro

Já quanto aos empréstimos a particulares, o BdP diz ter registado uma variação de 6,9% em outubro, quando em setembro registara uma taxa de variação de 7,2%.

BCE mantém as exigências de capital ao BPI para 2020

Aí estão os requisitos de capital que o BCE impõe ao BPI para 2020 em função da qualidade do seu balanço. Estes requisitos implicam que o patamar mínimo de CET1 a partir do qual o Banco BPI teria restrições, em 2020, às distribuições de dividendos, é de 9.38%. O BPI tem um rácio de capital core de 12,7% a 30 de setembro deste ano.
Comentários