Batata portuguesa vai ser promovida da Eslovénia aos Emirados Árabes Unidos

De acordo com os dados fornecidos pela Porbatata, em 2019, as exportações nacionais de batata somaram 28,5 milhões de euros.

A Porbatata – Associação da Batata de Portugal tem em curso um ‘Projeto de Promoção da Batata Portuguesa nos Mercados Externos’, que passa pela promoção do tubérculo nacional em sete mercados externos.

Os mercados alvo desta promoção são França, Alemanha, Espanha, Holanda, Emirados Árabes Unidos, Eslovénia e Angola, “mercados considerados estratégicos pela Porbatata, que desenhou um conjunto de iniciativas para divulgar e valorizar a batata nacional”.

“Este projeto é apoiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização e prevê um investimento global de 352.988 euros, financiado em 85% pelo FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional”, esclarece um comunicado da Porbatata.

De acordo com essa nota, “entre as iniciativas previstas está a criação de uma marca própria coletiva para a ‘Batata de Portugal’, que destaque a qualidade e diferenciação deste produto, aproximando-o da origem”.

“A presença em eventos internacionais e a realização de ações de prospeção de mercado estão também nos planos. A Porbatata pretende ainda organizar um Concurso Internacional da Batata Portuguesa em França”, revela o referido comunicado.

A Porbatata avança também que, “no âmbito do ‘Projeto de Promoção da Batata Portuguesa nos Mercados Externos’ será também desenvolvido um estudo estratégico para a internacionalização do setor em novos mercados: Emirados Árabes Unidos, Eslovénia e Angola”.

De acordo com os dados fornecidos pela Porbatata, em 2019, as exportações nacionais de batata somaram 28,5 milhões de euros.

Os principais destinos de exportação foram Espanha, Alemanha, Holanda, Cabo Verde, França, Bélgica e Luxemburgo.

“Em Portugal, o consumo per capita de batata é de 93,6 quilos por ano. É produzida em todo o país, com destaque para as zonas Entre Douro e Minho, Trás-os-Montes, Beira Interior, Beira Litoral, Oeste, Ribatejo, Península de Setúbal e Costa Alentejana. No total, a área ocupada pelo cultivo deste alimento totaliza 22 mil hectares e a produção média atinge perto de 500 mil toneladas anuais”, adianta o comunicado em questão.

Fundada a 28 de setembro de 2016, a Porbatata – Associação da Batata de Portugal é “uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo promover a batata portuguesa como um alimento saudável e diferenciado, destacando as suas características únicas”.

“Com sede na zona Oeste, na Lourinhã, representa os interesses de toda a fileira em Portugal e é uma voz única e ativa do sector, unindo a batata semente, a produção, a comercialização e a indústria. Representa mais de metade dos produtores de batata em Portugal e conta com mais de meia centena de associados”, assegura a Porbatata.

Ler mais

Recomendadas

Primeira edição da ‘Digital Agrifood Summit Portugal’ arranca a 20 de janeiro

O objetivo desta iniciativa digital, em que já está confirmada a presença de 75 empresas nacionais do sector agroalimentar, é reforçar a vertente exportadora desta área de atividade.

Porto de Sines aposta no potencial do agronegócio com o Brasil

Após contactos diretos entre os dois Ministérios da Agricultura, está em cima da mesa a possibilidade de implantação em Sines de um terminal para exportação de frutas e carnes brasileiras para outros países europeus, para o norte de África e para o Médio Oriente. Nesse sentido, já foi assinado um protocolo entre a Comunidade Portuária de Sines e a Câmara de Comércio Brasil-Portugal Centro Oeste.

PDR 2020 aprovou 1.069 projetos no Algarve para investimento de 107 milhões

A Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve assinala que os subsetores mais representados nos investimentos realizados são a fruticultura, horticultura, pequenos frutos e bagas, frutos associados ao ‘pomar tradicional’, e o medronheiro.
Comentários