BCP e Jerónimo Martins abalam PSI 20

A retalhista arrancou a sessão com uma queda superior a 2%.

A bolsa portuguesa acordou em terreno negativo no arranque da sessão desta terça-feira, dia 20 de novembro. O principal índice português, PSI 20, recuou 0,66%, para 4.871,40 pontos, acompanhando o pessimismo das principais praças europeias. Os títulos do banco perdem 0,81% e a retalhista resvala 2,02%. A cair ainda: Galp (-0,62%), Navigator (-1,23%) ou Mota-Engil, que lidera as perdas (-4,64%).

“Apesar do mercado nacional ser relativamente pequeno (o que o torna mais vulnerável às vendas dos investidores internacionais), o facto de na sua composição não ter ações tecnológicas poderá constituir uma vantagem relativa face aos seus pares europeus”, referem os analistas do CaixaBank BPI/Research, numa nota de mercado divulgada esta manhã.

Corticeira Amorim (+0,11%), CTT – Correios de Portugal (+0,06%), EDP – Energias de Portugal (+0,10%) e F. Ramada (+0,57%) estão em contraciclo, destacando-se com valorizações, ainda que pouco significativa.

“As fortes perdas do Nasdaq durante a sessão americana de ontem alastraram-se aos mercados asiáticos e deverão contagiar as bolsas europeias. No entanto, este impacto poderá ser amortecido pelo facto de o sector tecnológico representar apenas 6% do DJStoxx600 face aos 25% que representa no S&P500”, explicam ainda.

Relacionadas

Apple afunda quase 4% e arrasta Wall Street para terrenos negativos

Wall Street segue a desvalorizar com a Apple a entrar em “bear market”

Bolsas da Europa em terreno negativo. Lisboa marcada pela queda da Galp

A entrevista do presidente de Angola ao Expresso ajudou à queda das ações da Galp. Por cá e fora do PSI 20 destaque para a queda das ações da Inapa. Na Europa a Renault é uma das responsáveis pela queda dos mercados, com a notícia da detenção do CEO da empresa por alegada fraude fiscal. Itália faz subir dívida soberana dos países periféricos.
Recomendadas

Wall Street arranca em baixa em sessão com tomada de mais-valias

A Tesla está em destaque na sequência de ter apresentado um lucro de 1,62 mil milhões de dólares no terceiro trimestre, negociando em contraciclo devido às contas positivas. As ações da empresa liderada por Elon Musk avançam 0,42% para 869,44 dólares.

Ações da Evergrande afundam 12% em bolsa depois de negócio falhado

A falha na concretização de ativos no valor de 2,2 milhões de euros caíram por terra esta quarta-feira, depois da Evergrande ter anunciado que o negócio foi interrompido porque “tinha motivos para acreditar” que o comprador “não cumpriu o pré-requisito” para fazer a oferta.

Credit Suisse e BlackRock lançam fundo que aposta na saúde e bem-estar

O Crédit Suisse e o BlackRock lançaram um Fundo de Private Equity de Impacto com enfoque na saúde e bem-estar e registaram-no também em Portugal. O Fundo de Saúde e Bem-Estar é um Fundo de Impacto, que é a última tendência dos fundos de investimento. São fundos que visam dar retorno ao acionista, mas também fazer o bem para a sociedade e meio ambiente.
Comentários