BCP quer vender as ações da Pharol

O banco liderado por Miguel Maya assumiu ainda que “não tem intenção de deter as ações da Pharol e, tendo direitos sobre as mesmas, o natural é vender”.