BE com sentido de voto em aberto aguarda projeto do Governo

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) afirmou este sábado em Málaga, Espanha, que o sentido de voto do partido quanto ao Orçamento de Estado está “completamente em aberto”, dependente de questões “fundamentais” para esta formação política.

“Nós continuamos com uma série de dossiês em aberto e portanto também o sentido de voto do BE está completamente em aberto, dependente da concretização daquilo que consideramos que é fundamental […]”, disse Catarina Martins à margem do congresso da família europeia do Bloco, o Partido da Esquerda Europeia.

A líder bloquista elencou em seguida as questões que espera respondidas quando receber a proposta final de Orçamento: “a recuperação de pensões e salários, os custos da energia, a resposta à habitação, a defesa do Serviço Nacional de Saúde, da escola pública”, disse.

Catarina Martins sublinhou que “só perante respostas concretas na proposta do Orçamento de Estado é que o BE vai definir o seu sentido de voto”.

No último debate quinzenal na Assembleia da República, na passada terça-feira, quando questionado pela líder bloquista, o primeiro-ministro, António Costa, afirmou que as preocupações do BE para o Orçamento estarão, “em grande medida, espelhadas” na proposta orçamental.

A proposta de Orçamento do Estado de 2020 do Governo minoritário socialista vai ser entregue na Assembleia da República na segunda-feira.

Depois seguem-se as fases de discussão na generalidade e na especialidade, que se vão estender até 06 de fevereiro de 2020, altura agendada para a sua votação final global.

Ler mais
Recomendadas

Exportações portuguesas para Londres abrandam 0,2% até novembro para 3.383 milhões de euros

As exportações de bens portugueses para o Reino Unido abrandaram 0,2% até novembro, face a igual período de 2018, para 3.383 milhões de euros, enquanto as importações subiram 13,2% para 1.972 milhões de euros.

Governo britânico vai enfrentar desafios orçamentais e económicos devido ao Brexit

O governo britânico pode reivindicar vitória ao concretizar o Brexit a 31 de janeiro mas, resolvido o divórcio entre Reino Unido e União Europeia, falta negociar a relação futura e anteveem-se potenciais escolhas difíceis com impacto no orçamento britânico.

Oficial. Rainha Isabel II promulga saída do Reino Unido da UE

A Rainha aprovou a proposta do primeiro-ministro Boris Johnson e a saída do Reino Unido da União Europeia fica inscrita na legislação britânica.
Comentários