Benfica lembra que Jorge Jesus habituou o público a futebol “com nota artística”

O Benfica deu hoje as boas-vindas a Jorge Jesus, recordando os números da sua primeira passagem pela Luz e lembrando que o treinador português habituou o público “a um futebol com nota artística e de alta rotação”.

Um dia depois de confirmarem o regresso de Jorge Jesus ao Benfica na época 2020/21, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os ‘encarnados’ recuperam na sua página na Internet os números do técnico com “mais jogos (325) e mais vitórias (229) na história do clube”.

Num texto intitulado “Bem-Vindo, Jorge Jesus!”, os lisboetas referem que o treinador “está de regresso, em 2020/21, ao Clube e ao Estádio da Luz, casa que foi sua entre 2009/10 e 2014/15”, e recordam não só os 10 troféus conquistados por Jesus, mas também que este “habituou o público a um futebol com nota artística e de alta rotação”.

O Benfica confirmou na sexta-feira que o técnico iria regressar ao clube em 2020/21, cinco anos depois de ter saído para o Sporting.

“A Sport Lisboa e Benfica — Futebol, SAD informa […] que entrou em contacto com o CR Flamengo, dando conta da sua intenção de contratar o treinador Jorge Jesus, tendo encetado negociações para o efeito. Mais se informa que a Benfica SAD apresentou uma proposta de contrato de trabalho desportivo ao treinador Jorge Jesus, tendo a oferta sido aceite pelo mesmo”, informava o comunicado enviado à CMVM.

Jorge Jesus, que completa 66 anos dentro de uma semana, foi técnico principal do Benfica entre 2009/10 e 2014/15, período em que conquistou 10 títulos, nomeadamente três campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco edições da Taça da Liga.

O treinador ingressa do Benfica depois de rescindir contrato com o Flamengo, clube brasileiro ao serviço do qual conquistou seis troféus em pouco mais de um ano, incluindo a Taça Libertadores e o campeonato brasileiro.

Jesus começou a carreira no Amora, em 1989/90, e, depois, passou por Felgueiras, União da Madeira, Estrela da Amadora, Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães, Moreirense, União de Leiria, Belenenses e Sporting de Braga, antes de chegar à Luz.

Depois de se tornar o mais titulado treinador dos ‘encarnados’, que também levou a duas finais da Liga Europa, perdidas para Chelsea (2012/13) e Sevilha (2013/14), rumou ao Sporting, tendo passado ainda pelo Al-Hilal antes de chegar ao Flamengo.

No comunicado enviado à CMVM, o Benfica não indica o tempo de duração do contrato ou os valores envolvidos.

Ler mais
Recomendadas

Liga de clubes recusa acusações do Benfica e defende-se com plano de retoma

Em comunicado, o organismo liderado por Pedro Proença esclareceu o porquê de ter sido recusada a autorização para a presença limitada de convidados no camarote presidencial do Estádio da Luz, para o encontro de hoje do Benfica com o Moreirense, para a segunda jornada da I Liga.

Miguel Oliveira admite “qualificação difícil” para GP da Catalunha de MotoGP

Oliveira tinha garantido, pela manhã, o apuramento direto para a segunda fase da qualificação, ao fazer o terceiro melhor tempo na terceira sessão de treinos livres.

Como salvar as contas da Benfica SAD a uma semana do fecho do mercado. Veja o “Jogo Económico”

As ‘águias’ têm de baixar os custos fixos relativos à folha salarial e equilibrar o saldo de transferências… e a próxima semana pode ser decisiva para o fecho das contas. Miguel Farinha, Partner, Strategy and Transactions Ernst & Young, é o convidado desta edição.
Comentários