Bolsa de Lisboa fecha em alta com Sonae a subir mais de 3%

As empresas da pasta e do papel Navigator e Altri valorizaram ambas mais de 2%, sendo também duas das cotadas impulsionadoras do PSI-20. Segue-se a construtora Mota-Engil, com um ganho de 1,77% para 1,439 euros, e a Corticeira Amorim, com uma subida de 1,75%.

Cristina Bernardo

As bolsas europeias fecharam a sessão desta sexta-feira em terreno positivo, acompanhando a tendência do outro lado do Atlântico. O índice português PSI-20 não foi exceção e encerrou as negociações com uma subida de 0,82% para 5.146,71 pontos devido ao disparo de 3,46%, para 82 cêntimos, da Sonae.

A Navigator saltou 2,99% para 2,96 euros e a Altri subiu 2,77% para 5,75 euros, sendo igualmente duas das cotadas impulsionadoras da bolsa de Lisboa. Segue-se a construtora Mota-Engil, com um ganho de 1,77% para 1,439 euros, e a Corticeira Amorim, com +1,75% para 10,46 euros.

No resto da Europa, as bolsas também vão de fim de semana animadas. O índice alemão DAX subiu 0,76%, o britânico FTSE 100 avançou 0,64%, o francês CAC 40 somou 0,83%, o holandês AEX cresceu 0,42%, o italiano FTSE MIB valorizou 0,31% e o o espanhol IBEX 35 ganhou 0,76%. O Euro Stoxx 50 ficou marcado por uma valorização de 0,72%.

“Durante a sessão de ontem foi divulgado o relatório do Índice de Preços no Consumidor nos EUA, que voltou a mostrar que a inflação continua a aumentar na economia norte-americana, atingindo a marca dos 5%. Embora se esperasse que novos aumentos em torno dos níveis de inflação na economia norte-americana pudessem vir a mudar o sentimento no mercado, a verdade é que o mercado acabou por reagir de forma positiva e quase eufórica aos dados. Como consequência, os principais índices de ações mundiais também sentiram o impacto e reagiram de forma positiva”, recorda Henrique Tomé, analista da XTB, em research.

“A inflação americana e o Banco Central Europeu definiram o ritmo da sessão que foi pouco dinâmica até que se conheceu a decisão do BCE de manter as taxas de juro inalteradas, enquanto a inflação nos EUA subia mais do que se esperava”, completam os analistas do Bankinter, numa nota de mercado.

Nas matérias-primas, o valor do ‘ouro negro’ está a subir menos de 1%. O preço do WTI, produzido no Texas, sobe 0,65% para os 70,75 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a valorizar 0,29% para os 72,73 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro está a cair 0,54 face ao dólar, para os 1,2104 dólares, enquanto a libra esterlina recua 0,41% face à moeda dos Estados Unidos, para 1,4114 os dólares.

Recomendadas

PremiumBolsas europeias renovaram máximos históricos

A última quinzena de maio e o início de junho trouxeram renovação de máximos na Europa, mas em Wall Street já se começa a ver a lateralização.

Wall Street fecha semana no ‘verde’ com recorde do S&P 500

As tecnológicas destacaram-se nesta sessão. Já a Tesla deslizou 0,07% para 609,71 dólares pouco depois de ter revelado o seu novo modelo S Plaid, uma versão de ponta do sedan desportivo.

Portugal regressa aos mercados na próxima quarta-feira

A 16 de junho haverá dois leilões de linhas de Bilhetes do Tesouro, a três e 11 meses, e um montante indicativo entre 1.000 e 1.250 milhões de euros.
Comentários