PSI20 arranca julho no ‘verde’, impulsionada pelo BCP

Praça lisboeta abriu a sessão desta segunda-feira com uma subida de 1,10% para 5.193,39 pontos, seguindo a tendência das congéneres europeias.

Reuters

O principal índice bolsista português, PSI 20, inicia a semana a valorizar 1,10%, para 5.193,39 pontos, seguindo a tendência das congéneres europeias que abriram a sessão a negociar em terreno positivo.

Das principais cotadas portuguesas, destaque para o BCP que sobe 0,92% para 0,27 euros. Também a Mota-Engil sobe 3,31%, para 1,96 euros e a Navigator cresce 2,38%, para 3,43 euros. Em terreno positivo está também a Pharol, que sobe 2,38% para 0,15 euros, e a Altri, que valoriza 2,38% para 6,25 euros.

As únicas cotadas nacionais a negociarem no ‘vermelho’ neste início de sessão são a F. Ramada, (0,85%), para 7,04 euros e a Ibersol que cai 0,50%, para 8,04 euros.

Na Europa todas as cotadas abriram a primeira semana de julho a negociarem no ‘verde’. Na Alemanha, o DAX cresce 1,66%, no Reino Unido, o FTSE 100 sobe 0,97%, o francês CAC 40 valoriza 1,11%, o holandês AEX cresce 1,36%. Em Espanha, o IBEX35 valoriza 0,82% e o italiano FTSE MIB sobe 0,96%.

A cotação do barril de Brent valoriza 2,84%, com valor de 66,58 dólares, enquanto a cotação do crude WTI cresce 2,75%, para 60,08 dólares por barril, no dia que a OPEP reúne para discutir se irá manter o prolongamento do corte na produção do ‘ouro negro’ no segundo semestre.

No mercado cambial o euro desvaloriza 0,43%, para 1,13 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street cai diante de preocupações com vírus da China

A China continua no epicentro das preocupações devido ao Coronavírus.
JBCAPITAL MARKETS

JBCapital Markets: corretora espanhola quer colocar na Euronext Lisbon mais empresas nacionais

A empresa está no mercado português para “longo-prazo”, disse Alberto García Elias, conselheiro delegado da sociedade, que não descartou a hipótese de colocar mais empresas na bolsa nacional.

PSI-20 termina semana com ganhos. Jerónimo Martins e Altri subiram mais de 2%

A praça lisboeta acompanhou as subidas das congéneres europeias. A NOS manteve-se em contraciclo, com um deslize de 0,53%, para 4,87 euros.
Comentários