Bolsas europeias negoceiam no ‘vermelho’. PSI-20 tomba com perdas da Novabase

Entre as praças europeias, o DAX, em Frankfurt, lidera as perdas castigado pela desvalorização de 18% da SAP. PSI-20 recua 1,00% para 4.098,00 pontos.

Alex Grimm/Reuters

O principal índice bolsista prossegue na primeira sessão desta semana em terreno negativo impulsionado pela queda de 5,15% para 3,120 euros da Novabase.

Assim, o PSI-20 recua 1,00% para 4.098,00 pontos, em linha com as principais bolsas europeias que também negoceiam, esta segunda-feira, no ‘vermelho’.

A Galp Energia recua 2,14% para 7,97 euros depois de ter registado 23 milhões de euros de prejuízo no terceiro trimestre de 2020, valor que contrasta com os 101 milhões de lucros registados em período homólogo.

Ainda no terreno negativo, a Altri perde 2,08% para 3,49 euros, a EDP Renováveis recua 1,86% para 15,86 euros e a Sonae tomba 1,54% para 0,5130 euros. Apenas a Jerónimo Martins resiste à pressão desta onda de desvalorizações entre as principais cotadas portuguesas, ao subir 0,17% para 14,46 euros.

Entre as praças europeias, o DAX, em Frankfurt, lidera as perdas “castigado pela desvalorização de 18% da SAP depois da empresa de software ter desiludido nas contas trimestrais e cortado o Outlook anual”, refere Ramiro Loureiro, analista de mercados do BCP investment banking. 

O Euro Stoxx 50 acompanha com uma desvalorização de 1,74% para 3.144,35 pontos, o Ftse 100, em Londres, perde 0,28% para 5.844,12  pontos e o CAC 40 cai 0,74% para 4.873,14 pontos.

Em Espanha, um dia depois do governo ter decretado o terceiro estado de emergência, o IBEX 35 recua 0,18% para 6.881,00 pontos.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street fecha mista com aumento do desemprego

A avalanche de dados macroeconómicos justifica a fraca performance da bolsa. Os dados do emprego semanal dão uma subida dos pedidos de subsídio de desemprego no país pela segunda semana consecutiva, até os 778 mil, muito pior do que o esperado pelo consenso do mercado. Isto pode deixar marcas persistentes no mercado laboral dos Estados Unidos.

CMVM tomou 22 decisões de contraordenação algumas das quais originam coimas que somam 700 mil euros

Na base das decisões da CMVM estão 11 processos relacionados com infrações por violação de deveres dos auditores; cinco processos por violação dos deveres dos intermediários financeiros; três processos por violação de deveres das entidades responsáveis pela gestão de Organismos de Investimento Colectivo; entre outros. A maioria das coimas aplicadas está suspensa.

Bolsa de Lisboa fecha com subida superior a 1%

CTT, EDP Renováveis e BCP subiram mais de 2%. As ações da tecnológica Novabase, que divulgou esta tarde ao mercado o Plano para a Igualdade de Género e Diversidade, caíram 0,61% para 3,27 euros.
Comentários