Bolsas europeias seguem em baixa

O principal índice português não é exceção e negoceia em terreno negativo, com um deslize de 0,30% a meio da sessão desta quinta-feira. BCP, Galp Energia e Jerónimo Martins caem menos de 1%.

As bolsas europeias mantêm-se em terreno negativo a meio da sessão desta quinta-feira, depois de terem invertido a tendência de aberta durante breves momentos e negociado em alta ligeira. O principal índice português cai agora 0,30%, para 4.468,04 pontos, acompanhando as quedas das suas congéneres do ‘Velho Continente’.

No PSI-20 as cotadas não apresentam quedas expressivas, estando a Ibersol a liderar as perdas com uma queda de 1,40%, para 5,62 euros. O BCP recua 0,75%, para 0,10 euros, a Galp cai 0,84%, para 9,72 euros, e a Jerónimo Martins perde 0,74%, para 14,08 euros.

Os restantes índices europeus seguem pessimistas. O alemão DAX desliza 0,24%, o francês CAC 40 cai 0,20%, o britânico FTSE 100 perde 1,11%, o holandês AEX recua 0,63%, o espanhol IBEX 35 resvala 0,10% e o italiano FTSE MIB desvaloriza 0,14%. O Euro Stoxx 50 está a ser marcado por uma desvalorização de 0,25%.

Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp, destaca a valorização do banco francês Natixis, que sobe 3,60%, para 2,56 euros, depois de ser avaliado positivamente pelo Barclays e para a subida de quase 2% da Deutsche Telekom, após divulgar os resultados do segundo trimestre do ano.

“Já a Aegon e Carlsberg reagem negativamente aos números divulgados. De realçar também a desvalorização superior a 15% da Thyssenkrupp, depois de emitir um profit warning. No plano macroeconómico foi revelado que Espanha apresentou uma deflação no mês de julho”, escreve o analista, em research.

Já os analistas do Bankinter lembram que ontem “o value na Europa e a tecnologia nos Estados Unidos mantiveram a tendência positiva das bolsas, numa sessão em que os dados macro passaram despercebidos”. “No mercado de obrigações, o volume de negociação é cerca de um terço do habitual e a tomada de mais-valias é temporária”, referem, numa nota de mercado.

Hoje, a Agência Internacional de Energia reviu em baixa as previsões da procura global de petróleo para 2020, antecipando agora que seja de 91,9 milhões de barris por dia. O preço do ‘ouro negro’ está agora a cair ligeiramente. O valor do WTI, produzido no Texas, perde 0,19% para 42,59 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a desvalorizar 0,20% para 45,34 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Bolsas europeias em correção. BCP e Galp pressionam PSI-20

Praças europeias fecham em correcção esta terça-feira, com perdas. PSI-20 recuou 1,35%, pressionado pelo BCP e pela energia. Queda do Brent penalizou a Galp.

Investidores indecisos em Wall Street aguardam primeiro debate entre Biden e Trump

Em Wall Street, o industrial Dow Jones desce 0,29% para 27,505.21 pontos, o generalista S&P recua 0,04% para 3,350.06 pontos e o tecnológico Nasdaq ganha 0,07% para 11,125.46 pontos.

BCP e Altri continuam a manter PSI 20 no ‘vermelho’

Praça lisboeta está agora a cair 0,57%, para 4.064,71 pontos nesta terça-feira, seguindo a tendência das suas congéneres europeias.
Comentários