Bondalti doa cinco toneladas de desinfetante urbano a cada uma das capitais de distrito portuguesas

Ao todo, a Bondalti diz que tem 90 toneladas de desinfetante disponíveis para doar, revelou ao Jornal Económico. Estes produtos químicos destinam-se a promover uma luta contra a Covid-19 mais eficiente em Portugal

A Bondalti – a ex-CUF –, que é a maior empresa portuguesa do setor químico, pertencente ao Grupo José de Mello, presidida por João de Mello, vai doar “cinco toneladas de hipoclorito de sódio a cada uma das capitais de distrito portuguesas para operações de limpeza e desinfeção urbana em todo o país”, revelou a empresa ao Jornal Económico.

O hipoclorito de sódio, produzido pela Bondalti “é usado numa solução de água, sendo aplicado com pistolas de alta pressão para a limpeza e desinfeção de arruamentos e zonas públicas”, explica a empresa.

“Para além da doação feita às capitais de distrito, a Bondalti também oferece hipoclorito de sódio ao Município de Estarreja, onde está localizada a principal unidade de produção da empresa”, adianta.

Consciente do “momento de exceção que se vive atualmente em Portugal e em todo o mundo”, a Bondalti implementa também “um conjunto de medidas para mitigar disrupções no fornecimento dos seus produtos químicos utilizados no tratamento de águas para consumo humano e residuais e no tratamento de águas industriais, com especial importância nos casos de combate à legionella, assim como em produtos biocidas fundamentais ao bom funcionamento de várias indústrias, com destaque para a produção de energia elétrica e bens alimentares”, refere.

A Bondalti, que é a nova designação da antiga CUF, é o maior produtor português no setor da química industrial. Atua nos químicos industriais, designadamente, nos químicos orgânicos, produzindo anilina e derivados, e nos químicos inorgânicos, com o cloro-álcalis, produzido com a nova “tecnologia de membrana”, que proporciona vantagens ambientais.

Com uma forte aposta no mercado ibérico, a Bondalti possui instalações industriais em Estarreja, Barreiro, Coimbra e na Cantábria. Exporta para a Europa Ocidental e de Leste, Médio Oriente e África. É membro do BCSD – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável e da Associação Portuguesa de Empresas Químicas, tendo subscrito o compromisso de “Atuação Responsável”.

Ler mais

Recomendadas

Programa Edifícios Mais Sustentáveis: “uma oportunidade com algum risco”, alerta Deco

Há um novo apoio para quem quer fazer obras ou comprar equipamentos para melhorar a eficiência energética em casa. Com uma dotação de 4,5 milhões de euros para 2020 e 2021, Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis” já atingiu um milhão de euros em pagamentos em 521 candidaturas validadas. Mas o reembolso não é garantido, alerta a Deco.

AEP critica novas medidas de confinamento

A Associação Empresarial de Portugal diz que “estamos perante um combate com impactos cada vez mais assimétricos”, que só vai ser agravado “com o ónus de dispensar os seus trabalhadores nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro”.

Covid-19: Federação intersindical alerta para perda de “muitos postos de trabalho” na informação médica

O aumento do recurso a meios digitais na visitação de hospitais por profissionais da indústria farmacêutica pode levar “à perda de muitos postos de trabalho”, alerta a Fiequimetal, numa reunião com a Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH), que, diz Federação Intersindical, partilha esta preocupação.
Comentários