Boris Johnson: “O importante é que vamos sair da União Europeia a 31 de janeiro”

O primeiro-ministro britânico acredita que vai ser alcançado um acordo comercial entre Londres e Bruxelas até ao final de 2020.

Twitter/G7

Boris Johnson acredita que o seu Governo vai chegar a acordo com Bruxelas para a saída da União Europeia até ao final deste ano.

Em entrevista à BBC esta terça-feira, o primeiro-ministro disse que existe uma “grande probabilidade” de ser alcançado um acordo comercial alargado entre o Reino Unido e a União Europeia este ano.

“Estou muito, muito, muito confiante – são três ‘muitos’ – que vamos alcançá-lo [acordo]”, afirmou.

Isto não é sobre um acordo. É sobre construir uma nova grande parceria. O importante é que vamos sair da União Europeia a 31 de janeiro”, declarou na BBC.

Sobre a tensão no Médio Oriente, em particular a saída dos EUA do acordo nuclear assinado em 2015 com o Irão, o governante britânico defendeu que Donald Trump deve assinar um novo acordo com o Irão.

Na entrevista, Boris Johnson foi também questionado sobre a crise na família real, provocada pelo desejo de afastamento de Harry e Meghan.

“Sou um grande fã da rainha e da família real. Estou confiante que vão resolver isto, mas será mais fácil sem qualquer comentário da minha parte”, disse o primeiro-ministro.

Ler mais
Relacionadas

Von der Leyen insta Reino Unido a dizer que acesso quer ter ao mercado único

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, instou hoje o Reino Unido a comunicar que tipo de acesso quer ter ao mercado da União Europeia (UE) no futuro, quando ficar consumada a sua saída.

Diplomata português escolhido para ser o embaixador da UE no Reino Unido após ‘Brexit’

O chefe da diplomacia da União Europeia, Josep Borrell, escolheu o diplomata português João Vale de Almeida para liderar a futura delegação comunitária junto do Reino Unido após a consumação do ‘Brexit’, disse hoje à Lusa fonte comunitária.

Brexit já custou mais de 150 mil milhões de euros à economia britânica

Até ao final de 2020, a fatura total do processo de saída do Reino Unido da União Europeia vai aumentar para os 236 mil milhões de euros, segundo contas da Bloomberg.
Recomendadas

Papa não vai receber o secretário de Estado norte-americano Mike Pompeo

Francisco, que já recebeu Pompeo em outubro do ano passado, não recebe personalidades políticas durante as campanhas políticas, para evitar qualquer tipo de instrumentalização.

Partido nacionalista propôs restringir entrada de cidadãos da UE na Suíça. Maioria votou contra

A proposta, intitulada “Iniciativa para uma Imigração Moderada”, quer que o Governo suíço suspenda um acordo bilateral existente com a UE sobre a livre circulação de pessoas e assuma o controlo total da política de imigração do país.

PremiumBielorrússia e Turquia fora do perímetro das sanções da União Europeia

Os 27 têm sentido dificuldade em assumir uma postura em bloco em relação aos temas internacionais. Josep Borrell continua sem o conseguir.
Comentários