BPI assina parceria com GS1 para criar código que permite rastrear transações de ações e obrigações a nível global

A GS1 Portugal e o BPI assinam parceria com vista a proporcionar a obtenção do código LEI (Legal Entity Identifier) aos clientes desta instituição bancária, cumprindo-se, assim, a legislação europeia relativa aos mercados financeiros.

Manuel de Almeida/Lusa

A GS1 Portugal, entidade que desenvolve e implementa standards globais para a comunicação nos negócios, e o Banco BPI assinam uma parceria pelo cumprimento da legislação europeia relativa aos mercados financeiros.

O objetivo é a GS1 atribuir e renovar Códigos LEI, de forma célere e segura, aos clientes da instituição financeira.

A GS1 Portugal – Codipor é a organização responsável pela introdução do código de barras em Portugal há mais de 30 anos.

Em comunicado o banco liderado por Pablo Forero diz que “a GS1 Portugal-Codipor acaba de estabelecer uma parceria com o Banco BPI para ser entidade de registo de Códigos LEI – Legal Entity Identifier para os Clientes empresariais desta instituição financeira”.

O Código LEI é um código internacional obrigatório, que fornece a identificação inequívoca e universal de entidades jurídicas que realizam transações financeiras nos mercados de capitais. Estes códigos são atribuídos, por exemplo, para as transações de ações e obrigações, permitindo que estas operações financeiras sejam rastreadas e identificadas a nível global.

Segundo o comunicado, a GS1 Portugal – enquanto organização membro da GS1 AISBL, que se encontra registada como LOU (Unidade Operacional Local), emissora de Códigos LEI – foi a primeira entidade portuguesa a obter a certificação de agente autorizado para o registo de Códigos LEI, reconhecido pela Fundação Global Legal Entity Identifier (GLEIF), a organização internacional que reconhece as unidades operacionais locais, emissoras de LEIs – identificadores de entidade jurídica.

No âmbito da parceria com o Banco BPI, a GS1 Portugal passa a atribuir e a renovar os Códigos LEI para os Clientes desta que é uma das maiores instituições financeiras em Portugal. Neste processo, a principal função da GS1 Portugal é analisar os elementos necessários para pedido de emissão e renovação de Código LEI, posteriormente emitido pela GS1 AISBL. O BPI disponibiliza uma vasta oferta de serviços e produtos financeiros para Clientes empresariais, institucionais e particulares, estando alguns desses serviços dependentes da obtenção de Códigos LEI.

João de Castro Guimarães diretor executivo da GS1 Portugal-Codipor ressalva a importância desta parceria estratégica para a implementação e reforço da atribuição de Códigos LEI ao nível nacional. “É com muita satisfação que assinamos esta parceria com uma das mais importantes instituições financeiras em Portugal. Esta ligação irá permitir à GS1 Portugal dispor de um endorser de relevo no setor financeiro. É também uma oportunidade para afirmar a credibilidade e competência da GS1 Portugal neste setor, com um serviço novo. As nossas expectativas são grandes pois acreditamos que através desta parceria podemos crescer bastante em termos de códigos atribuídos, promovendo também uma crescente aproximação junto da Associação Portuguesa de Bancos, constituindo uma oportunidade para formalizar outras parcerias com outras entidades financeiras de referência no nosso mercado”.

O BPI referiu que esta importante parceria “já está a facilitar o processo de obtenção do código LEI, pelos nossos Clientes. Neste momento, os Clientes empresariais do BPI, incluindo associações e fundações, que contratem Derivados e realizem operações em Bolsa, podem obter o código LEI (Legal Entity Identifier) com grande brevidade, facilitando o cumprimento da legislação europeia relativa aos mercados financeiros”.

Na prática, os LEI, são códigos alfanuméricos de 20 caracteres, desenvolvidos pela Organização Internacional para Normalização (ISO), que relacionam informações, permitindo uma identificação permanente e única das entidades jurídicas que participam nas transações financeiras. Os serviços de atribuição de Códigos LEI pela GS1 Portugal estão disponíveis ao nível nacional e são atribuídos ou renovados no prazo de 24 horas, após receção de documentação.

Ler mais
Recomendadas

Estudo Basef Seguros escolhe Fidelidade

O Basef Seguros – Barómetro de Serviços Financeiros é um estudo de referência realizado há mais de 20 anos pela Marktest, que dá a conhecer o comportamento da população portuguesa em relação ao setor segurador.

Quatro sindicatos do setor financeiro juntam-se para criar o “Mais Sindicato”

De acordo com os estatutos, serão agendadas, num prazo de seis meses, eleições para os órgãos diretivos da futura estrutura sindical – Mais Sindicato.

CGD lança assistente digital na app Caixadireta para um milhão de clientes

Com esta nova funcionalidade os clientes da CGD vão poder dar ordens ao seu banco através da voz depois de serem atendidos por uma assistente virtual. Esta nova assistente virtual chega nesta segunda-feira à aplicação Caixadirecta.
Comentários