BPI eleito melhor ‘private banking’ digital da Europa

O banco foi distinguido ao abrigo dos Wealth Tech Awards que premeiam instituições de banca privada que se destacaram na estratégia de transformação digital.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters

O BPI foi distinguido como o melhor private banking da Europa no que diz respeito à digitalização da gestão da carteira dos clientes pela revista PMW, uma publicação britânica do Grupo Financial Times, fundada em 2001 e especializada na análise de estratégias de crescimento da banca privada internacional europeia e dos centros financeiros em que operam.

O banco, que será liderado por João Oliveira e Costa, foi distinguido ao abrigo dos Wealth Tech Awards que premeiam instituições de banca privada que se destacaram na estratégia de transformação digital.

Foram analisadas mais de 50 entidades e, no caso do BPI, foi destacada a plataforma tecnológica ‘BPI GoBaking’, através da qual os clientes do banco têm acesso aos assessores financeiros em qualquer altura e em qualquer lugar.

Esta plataforma digital, além de permitir a monitorização da evolução dos investimentos na carteira dos clientes, inclui “ma ferramenta digital de análise de carteiras e de wealth management, que permite ao assessor financeiro construir uma proposta de investimento adequada às necessidades e objetivos específicos de cada cliente”, explica o banco em comunicado.

O banco diz ainda que, até ao mês de maio do presente ano, o private banking do BPI tinha 7,7 mil milhões de euros em ativos sob gestão, “sendo a maior unidade do setor em Portugal por ativos líquidos”.

António Luna Vaz,

António Luna Vaz, diretor central do private banking do BPI, salientou que o modelo de negócio do banco “privilegia o investimento na transformação digital para apresentar uma proposta de valor clara e desenvolver a relação entre os assessores financeiros e cada cliente”.

Ler mais
Recomendadas

Banco de Portugal dá ‘luz verde’ à administração do Haitong para novo mandato

Supervisor certifica Lin Yong, presidente do Conselho de Administração, e para Wu Min, como CEO do banco de investimento Haitong Bank.

Banco Africano aprofunda previsão de recessão para até 3,4% este ano

O banco estima agora uma recessão de 1,7% até 3,4%, dependendo do cenário médio ou mais gravoso, e uma recuperação de entre 2,4% a 3% no próximo ano.

Bison Bank expande negócio de renminbi ‘offshore’

Em comunicado, a instituição financeira liderada por Bian Fang, explica que, com esta aprovação, “os clientes do Bison Bank [passam a] ter acesso aos vários produtos de RMF offshore”, e permite ainda a este banco de expandir os produtos em RMB e, consequentemente, o seu negócio.
Comentários