Brasmar faturou 150 milhões de euros em 2016

A empresa assume-se já como um dos principais ‘players’ europeus no setor alimentar de produtos do mar congelados e reclama que ocupa uma posição de destaque na transformação e comercialização de bacalhau e cefalópodes.

A Brasmar, empresa portuguesa do Vigent Group especializada na transformação e comercialização de produtos do mar, faturou no ano passado mais de 150 milhões de euros.
A empresa assume-se já como um dos principais ‘players’ europeus no setor alimentar de produtos do mar congelados e reclama que ocupa uma posição de destaque na transformação e comercialização de bacalhau e cefalópodes.
Recentemente, entre 3 e 5 de outubro, a Brasmar participou na 19ª edição da Conxemar – a Feira Internacional de Produtos do Mar Congelados, que se realizou na cidade de Vigo, em Espanha, na que foi a sua 13ª participação no evento.
“Ao longo dos três dias da feira, o ‘stand’ da marca recebeu inúmeros visitantes, o que se traduziu em diversas possibilidades de estabelecimento de parcerias de negócio, bem como de ‘networking’, o que veio demonstrar a confiança que os ‘players’ europeus têm nos produtos Brasmar”, destaca um comunicado da empresa.
Em termos de produtos mais procurados, a Brasmar salienta o polvo – eleito Sabor do Ano 2017 -, o bacalhau demolhado ultracongelado e o bacalhau seco.
O mesmo documento acrescenta que o ‘stand’ da Brasmar contou com diversas sessões de ‘showcooking’ com a presença de vários ‘chefs’, durante três dias, que apresentaram diversas formas de confecionar e de empratar alguns dos mais conhecidos produtos da marca.
A edição de 2017 da Conxemar – Feria Internacional de Produtos do Mar Congelados contou com um total de 32 mil visitantes, sendo uma das duas principais feiras de produtos do mar na Europa.
Esta feira destina-se a um público profissional do setor, sejam eles grossistas, importadores, exportadores, transformadores, fabricantes, distribuidores, entre outros.
Fundada em 2003, a Brasmar, empresa do Vigent Group, reclama a liderança no setor alimentar de produtos do mar congelados e uma posição de destaque enquanto ‘player’ nacional na transformação e comercialização de bacalhau, e diz que está a assumir uma importância crescente na transformação e comercialização de cefalópodes.
A Brasmar está atualmente presente em quatro países, dispondo de unidades industriais localizadas na Noruega, Brasil e em Portugal.
Recomendadas

“Continuo muito cético em relação à economia portuguesa”, diz presidente da Jerónimo Martins

Num dos melhores anos de sempre da atividade do Grupo Jerónimo Martins – 2019 – o seu presidente, Pedro Soares dos Santos, considera que há constrangimentos em Portugal que impedem que o desenvolvimento dos projetos empresariais e industriais tenha um sucesso semelhante ao que se comprova em outros mercados, como a Polónia ou a Colômbia.

Presidência da Eurorregião Alentejo-Algarve transita para a Andaluzia

O presidente Junta da Andaluzia, Juan Moreno, lidera agora a eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia – a designada EuroAAA -, defendendo que esta estrutura deve ter maior ambição na Europa. Já anunciou que quer albergar a próxima Cimeira Ibérica Espanha-Portugal

Matosinhos procura negócios que fomentem a economia azul

Projeto BluAct envolve sete cidades europeias. Candidaturas para o concurso que se dirige a projetos em fase de ideia de negócio ou empresas ligadas à economia do mar já estão abertas.
Comentários