Brasmar faturou 150 milhões de euros em 2016

A empresa assume-se já como um dos principais ‘players’ europeus no setor alimentar de produtos do mar congelados e reclama que ocupa uma posição de destaque na transformação e comercialização de bacalhau e cefalópodes.

A Brasmar, empresa portuguesa do Vigent Group especializada na transformação e comercialização de produtos do mar, faturou no ano passado mais de 150 milhões de euros.
A empresa assume-se já como um dos principais ‘players’ europeus no setor alimentar de produtos do mar congelados e reclama que ocupa uma posição de destaque na transformação e comercialização de bacalhau e cefalópodes.
Recentemente, entre 3 e 5 de outubro, a Brasmar participou na 19ª edição da Conxemar – a Feira Internacional de Produtos do Mar Congelados, que se realizou na cidade de Vigo, em Espanha, na que foi a sua 13ª participação no evento.
“Ao longo dos três dias da feira, o ‘stand’ da marca recebeu inúmeros visitantes, o que se traduziu em diversas possibilidades de estabelecimento de parcerias de negócio, bem como de ‘networking’, o que veio demonstrar a confiança que os ‘players’ europeus têm nos produtos Brasmar”, destaca um comunicado da empresa.
Em termos de produtos mais procurados, a Brasmar salienta o polvo – eleito Sabor do Ano 2017 -, o bacalhau demolhado ultracongelado e o bacalhau seco.
O mesmo documento acrescenta que o ‘stand’ da Brasmar contou com diversas sessões de ‘showcooking’ com a presença de vários ‘chefs’, durante três dias, que apresentaram diversas formas de confecionar e de empratar alguns dos mais conhecidos produtos da marca.
A edição de 2017 da Conxemar – Feria Internacional de Produtos do Mar Congelados contou com um total de 32 mil visitantes, sendo uma das duas principais feiras de produtos do mar na Europa.
Esta feira destina-se a um público profissional do setor, sejam eles grossistas, importadores, exportadores, transformadores, fabricantes, distribuidores, entre outros.
Fundada em 2003, a Brasmar, empresa do Vigent Group, reclama a liderança no setor alimentar de produtos do mar congelados e uma posição de destaque enquanto ‘player’ nacional na transformação e comercialização de bacalhau, e diz que está a assumir uma importância crescente na transformação e comercialização de cefalópodes.
A Brasmar está atualmente presente em quatro países, dispondo de unidades industriais localizadas na Noruega, Brasil e em Portugal.
Recomendadas

Portugal e Angola vão assinar memorando sobre pescas

O memorando será firmado por Ana Paula Vitorino, ministra do Mar de Portugal, e por Maria Antonieta Baptista, no âmbito do Fórum dos Empresários do Setor das Pescas, que decorrerá hoje, na Gare Marítima de Alcântara, em Lisboa, a partir das 10 horas.

Mais de 200 milhões de europeus vivem nas zonas costeiras

Os setores tradicionais da economia azul europeia (recursos vivos marinhos, extração marinha de recursos não vivos, transporte marítimo, atividades portuárias, construção naval e reparação e turismo costeiro) geraram 180 mil milhões de euros de Valor Acrescentado Bruto, concluiu o relatório da Comissão Europeia, apresentado âmbito do Dia Marítimo Europeu, que se celebra em Lisboa.

Bruxelas anuncia novo mecanismo de apoio a startups e PME do mar

Apesar de não querer “falar muito sobre” sobre este mecanismo, o comissário europeu adiantou que a ferramenta de assistência técnica estará operacional ainda antes do verão.
Comentários