Brexit? “Estamos prontos para o ‘no deal'”, diz comissário europeu na Web Summit

“Nós estamos prontos. Estamos prontos para o no deal. Claro que preferimos um acordo, mas fomos claros desde o primeiro dia sobre as condições que iriam beneficiar o mercado único”, frisou Thierry Breton, comissário europeu para o Mercado Único.

As negociações entre a União Europeia (UE) e o Reino Unido sobre acordo de comércio para o pós-Brexit continuam num impasse. As duas partes têm até ao dia 31 de dezembro para alcançarem um entendimento e, a poucos dias de o Reino Unido sair do mercado único definitivamente, o comissário europeu para o Mercado Único, Thierry Breton disse que o bloco regional europeu está pronto para o no deal.

Em conferência de imprensa realizada esta terça-feira em formato virtual, na Web Summit, Thierry Breton disse taxativamente que “estamos prontos para o no deal“.

No início de novembro, o comissário europeu disse que haveria 50% de hipóteses de se chegar a um acordo comercial entre a UE e o Reino Unido. Questionado sobre as possibilidades atuais de ambas as partes chegarem a acordo, Thierry Breton foi evasivo: “eu diria que estamos em 55-45, mas não vou dizer em que direção”.

“Não posso dizer mais e, para dizer a verdade, eu não consigo prever o resultado” das negociações, adiantou o comissário europeu para o Mercado Único.

“Nós estamos prontos. Estamos prontos para o no deal. Claro que preferimos um acordo, mas fomos claros desde o primeiro dia sobre as condições que iriam beneficiar o Mercado Único”, frisou Thierry Breton.

No dia 31 de janeiro de 2020, o Reino Unido formalizou a saída da UE, cumprindo assim a vontade do referendum realizado em 2016 sobre a permanência britânica no bloco regional europeu, que ficou conhecido por Brexit.

Entrou-se depois no chamado período de transição, que termina no último dia do ano de 2020, a 31 de dezembro, que é também o prazo para que o Reino Unido e a UE cheguem a um acordo comercial.

Segundo a imprensa internacional, um entrave recente às negociações tem sido a falta de entendimento sobre as pescas. Bruxelas quer um salvo-conduto, isto é, uma espécie de licença em regime livre, mas o Reino Unido quer controlar as suas águas, regulando o seu acesso e estabelecendo quotas para a pesca.

No entanto, segundo avançou jornal britânico “The Guardian” esta quarta-feira, o primeiro ministro inglês, Boris Johson atenou as exigências neste capítulo, reduzindo a quantidade de pesca das embarcações europeias que teria de ser repatriada para o Reino Unido, de 80% para 60%. Michel Barnier, que tem liderado as negociações do lado dos europeus, ofereceu repatriar apenas entre 15% a 18% do peixe pescado em águas britânicas.

Ler mais
Relacionadas

Maior ameaça à democracia é “deixarmos de acreditar que funciona”, diz comissária europeia

A comissária com a pasta dos Valores e Transparência, Věra Jourová, considera que os democratas têm de fazer “mais esforço” para travar o crescimento dos movimentos antidemocráticos e “convencer as pessoas de que a democracia funciona”.

Criador da Wikipédia apresenta nova rede social e diz que formatos do Twitter e Facebook estão “acabados”

No primeiro dia da Web Summit, Jimmy Wales, criador da Wikipédia, falou sobre a forma como a plataforma utiliza os dados, como é financiada e aproveitou para anunciar a sua nova rede social, a WT.Social.

“Web Summit é um orgulho europeu”. Ursula von der Leyen diz que pandemia acelerou inovação

A presidente da Comissão Europeia acredita que a Europa tem condições para ser tornar “líder global” na transformação digital e garante que recuperação económica terá a digitalização como um dos pilares principais.
Recomendadas

Web Summit. Tóquio2020 vão ser os primeiros Jogos da 4.ª revolução industrial, realça COI

Com medalhas feitas com material eletrónico reciclado, veículos sem condutor com zero emissões poluentes, a rede de quinta geração (5G), a realidade aumentada e a robótica, Tóquio2020 vai “exibir universalidade, sustentabilidade e tecnologia”, e dará uma “mensagem de esperança e resiliência” ao mundo”, assinalou Thomas Bach, presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), na Web Summit.

Web Summit. “Anseio estar convosco em Lisboa em 2021”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa despediu-se da maior cimeira de tecnologia do mundo com o forte desejo e convicção de que em 2021 volte o formato presencial, sublinhando a importância do contacto presencial, mas também de uma edição tão marcante como esta.

Web Summit. Membro da Comissão Federal de Eleições desvaloriza “teoria da conspiração” sobre fraude eleitoral

Ellen Weintraub sublinhou que a polarização de Washington se faz sentir sobretudo numa agência dividida a meio entre os dois partidos e que as declarações do presidente da Comissão não são censuráveis, mas preocupam-na por “não terem qualquer tipo de fundamento”.
Comentários