Bruxelas elogia Portugal por legalizar estrangeiros em situação irregular

“Congratulo-me com a decisão do primeiro-ministro António Costa, de Eduardo Cabrita e do Governo Português em conceder direitos totais aos migrantes e requerentes de asilo em Portugal durante a crise da Covid-19”, disse a comissária europeia para os Assuntos Internos.

A comissária europeia para os Assuntos Internos elogiou esta segunda-feira o facto de Portugal ter feito com que todos os cidadãos estrangeiros com processos pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) passassem a ter a sua situação regularizada no país.

“Congratulo-me com a decisão do primeiro-ministro António Costa, de Eduardo Cabrita e do Governo Português em conceder direitos totais aos migrantes e requerentes de asilo em Portugal durante a crise da Covid-19 para garantir que tenham acesso à saúde e aos serviços públicos”, escreveu Ylva Johansson na rede social Twitter.

Na sexta-feira, o Governo decidiu regularizar os estrangeiros com pedidos pendentes no SEF, assegurando-lhes os mesmos direitos que os restantes cidadãos nacionais

“Procurando dar resposta à natureza específica da ameaça de contágio por Covid-19, a gestão dos atendimentos e agendamentos deve ser feita de forma a garantir inequivocamente os direitos de todos os cidadãos estrangeiros com processos pendentes no SEF, determinando que, à data da declaração do Estado de Emergência Nacional, os mesmos se encontram em situação de permanência regular em Território Nacional”, refere o decreto-lei publicado em Diário da República no final da semana passada.

Os imigrantes abrangidos por esta decisão governamental são aqueles que têm processos pendentes no SEF à data de 18 de março de 2020, aquando da declaração do Estado de Emergência Nacional.

Recomendadas

Legislativas: Rio saúda abertura do PAN e candidatos defendem aquilo que os separa

No último frente a frente televisivo da pré-campanha para as eleições legislativas de 30 de janeiro, na RTP, Inês de Sousa Real continuou a não revelar o que poderá determinar uma governação com o PS ou com o PSD, insistindo que contará para uma decisão a posição dos partidos no avanço das causas “fundamentais” para o PAN (Pessoas-Animais-Natureza).

Líder deposta e presa Aung San Suu Kyi foi condenada por alegados novos crimes em Myanmar

A política, de 76 anos, que está detida desde as primeiras horas do golpe militar realizado em 1 de fevereiro de 2021, cumpre pena em local desconhecido, e é também acusada de violar a Lei dos Segredos Oficiais, crime punível com uma pena máxima de 14 anos de prisão.

China reforça cooperação estratégica com o Irão

O ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, e o seu homólogo iraniano, Hossein Amir-Abdollahian, anunciaram na sexta-feira o estabelecimento do acordo, durante uma reunião em Wuxi, no leste da China, disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Pequim, em comunicado.
Comentários