Bruxelas junta universidades europeias em projeto pioneiro

A Universidade de Aveiro integra este projeto da Comissão Europeia que vai abordar desafios da sociedade contemporânea.

O Consórcio Europeu de Universidades Inovadoras, ou Universidade ECIU, vai ser financiado em cinco milhões de euros pela Comissão Europeia, que com ele visa estabelecer um novo conceito de universidade internacional no espaço europeu.

A Universidade estará aberta a estudantes, investigadores, indústria e sociedade europeia em geral e vai oferecer uma formação interdisciplinar, flexível e à medida das necessidades de quem a procura. Vai, portanto, muito além dos tradicionais programas de mobilidade Erasmus e relações internacionais existentes, salienta a Universidade de Aveiro.

Na Universidade ECIU vai ser possível frequentar unidades curriculares de “forma muito flexível, como e quando necessário, bem como adquirir e aplicar conhecimento através da investigação de ponta produzida pelos diferentes parceiros”. Estudantes, investigadores e funcionários de universidades, empresas e organizações públicas parceiras poderão, assim,  recorrer aos “saberes multidisciplinares” “para encontrar soluções para problemas reais”.

“Será desenvolvido um sistema de micro-credenciais e um passaporte de competências que comprovará o percurso feito pelo estudante através do conhecimento. O estudante que até aqui estava limitado ao tradicional diploma pode agora dispor de toda a flexibilidade do passaporte de competências. Este será um dos aspetos inovadores da Universidade Europeia ECIU”, explicou o vice-reitor da UAveiro, Artur Silva, na fase de candidatura do projeto.

O projeto foi apresentado em Barcelona, Espanha, e junta 17 universidades europeias selecionadas pela Comissão Europeia, entre as quais figura a Universidade de Aveiro.

Recomendadas

Matrículas só são obrigatórias para alunos que começam novo ciclo

Ministério da Educação decidiu mudar as regras face às dificuldades sentidas nas últimas semanas por pais e encarregados de educação. Site das matrículas até foi alvo de ataques informáticos.

Ministério da Educação dá vínculo a mais 872 professores

A Direção-Geral da Administração Escolar publicou esta terça-feira, 7 de julho, as listas definitivas do concurso externo de professores que pode consultar aqui. O número candidatos voltou a subir, passando de 34 mil, em 2019, para quase 37 mil em 2020.

Perdas até 21 mil milhões. Universidades britânicas em risco de declarar insolvência devido à Covid-19

Sem identificar, o estudo da IFS conclui que as universidades mais prestigiadas terão mais probabilidades de sobreviver aos impactos da crise pandémica. Antecipam-se perdas que podem chegar a 21 mil milhões de euros.
Comentários