Bruxelas quer lei que vise os “lucros ocultos por detrás de empresas de fachada”

Presidente da Comissão Europeia anunciou esta quarta-feira que o executivo comunitário vai propor um projeto de lei que vise os “lucros ocultos por detrás de empresas de fachada”. “Pagar uma quantidade justa de impostos é sobretudo uma questão de igualdade”, disse no Parlamento Europeu.

A presidente da Comissão Europeia, Urusula von der Leyen, fez saber esta quarta-feira que  o executivo comunitário vai avançar com um projeto de lei que procure taxar os “lucros ocultos por detrás de empresas de fachada”. Bruxelas quer combater a fraude e evasão fiscal no bloco comunitário.

“Numa economia social de mercado como a nossa, é positivo que as empresas obtenham lucros. Mas, se os obtêm, é graças à qualidade das nossas infraestruturas, da nossa segurança social e dos nossos sistemas educativos. Consequentemente, o mínimo que podem fazer é dar o seu justo contributo”, afirmou Ursula von der Leyen, durante o discurso do Estado da União, onde fez o balanço deste ano e projetou as prioridades para 2022, esta manhã.

Perante os eurodeputados, a chefe do executivo comunitário mostrou-se determinada em “lutar contra a evasão e fraude fiscal”. “Vamos apresentar uma proposta legislativa com o objetivo de tributar os lucros ocultos das empresas de fachada”, revelou, sublinhando que a fará “todos os possíveis” para alcançar um “acordo histórico a nível mundial sobre a taxa mínima do imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas”.

“Pagar uma quantidade justa de impostos, não é apenas uma questão de política financeira, mas é sobretudo uma questão de igualdade”, realçou no Parlamento Europeu, em Estrasburgo.

A presidente da Comissão Europeia proferiu esta quarta-feira o seu segundo discurso sobre o Estado da União Europeia, em que apresentou as prioridades para 2022, em áreas como a saúde, ambiente, economia e política externa, entre outras. Ursula Von der Leyen, que tomou posse em 1 de dezembro de 2019, fez o primeiro discurso deste género em 16 de setembro de 2020.

 

Relacionadas

União Europeia vai entregar mais 200 milhões de doses para a Covid-19 aos países mais pobres

“A minha primeira prioridade é acelerar a vacinação nos países de baixos rendimentos. Posso anunciar hoje que a comissão vai acrescentar uma nova doação de mais 200 milhões de doses até meados do próximo ano”, disse von der Leyen, no discurso sobre o Estado da União Europeia.

Bruxelas quer rever regras orçamentais e chegar a acordo até 2023

“A comissão vai relançar o debate sobre a revisão da governação económica nas próximas semanas. O objetivo é chegar a um consenso sobre o caminho a seguir, bem a tempo de 2023”, afirmou Ursula von der Leyen no discurso sobre o Estado da União Europeia.

Comissão Europeia anuncia cimeira europeia de defesa em 2022

A presidente da Comissão Europeia anunciou esta quarta-feira que irá organizar, com o Presidente francês, Emmanuel Macron, uma cimeira de defesa em 2022, argumentando que é “necessário” a Europa desenvolver uma “União Europeia de defesa”.

Von der Leyen anuncia novo apoio humanitário de 100 milhões de euros para o Afeganistão

A presidente da Comissão Europeia proferiu esta quarta-feira o seu segundo discurso sobre o Estado da União Europeia, em que apresentou as prioridades para 2022, em áreas como a saúde, ambiente, economia e política externa, entre outras.
Recomendadas

Linha de Apoio à Qualificação da Oferta com 20 milhões aprovado, diz Rita Marques

A Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, na conferência do Turismo, fez um ponto da situação do Plano Reativar o Turismo. Recorde-se que foi um plano apresentado maio deste ano, com quatro eixos de atuação.

Greve CP: “Será que vamos ter o ministro [Pedro Nuno Santos] em greve no próximo dia 8?”, questionam sindicatos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação disse recentemente compreender os motivos da greve dos trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP), marcada para 8 de outubro, afirmando que “têm razão” porque os salários são baixos. Federação de Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans) questiona agora de forma irónica Pedro Nuno Santos após Governo e administração da CP terem anunciado “pequenas” atualizações, que não ultrapassam os 10 euros, para salários até 800 euros.

“Conversas com Norte”. “Precisamos da ciência para enfrentar o futuro”, defende responsável do ISCTE

A importância da ciência, num cenário pós-pandemia, é um dos temas abordados no livro “67 Vozes por Portugal – A Grande Oportunidade”, da Editora Leya, uma iniciativa do ISCTE Executive Education. Trata-se de um livro que junta as visões do futuro de Portugal por 67 personalidades portuguesas, entre empresários, artistas, gestores, académicos e tantos outros. José Crespo de Carvalho, presidente da Comissão Executiva do ISCTE, foi convidado a apresentar o livro no “Conversas com Norte” desta semana. Ouça a entrevista no site do JE e na ‘playlist’ do JE no Spotify.
Comentários