Cabo Verde terá nova fábrica de medicamentos

O orçamento para a construção desta unidade fabril é cerca de 800 mil contos, segundo a Inpharma.

A construção da nova fábrica de medicamentos em Cabo Verde inicia-se em meados de 2020 com um orçamento de cerca de 800 mil contos, anunciou o presidente do conselho de administração da Inpharma, Joaquim Coimbra.

“Trata-se de uma fábrica que depois de construída terá a sua qualificação em termos de equipamentos e certificações internacionais e, portanto, queremos uma certificação europeia”, disse aquele responsável, justificando que a nova unidade produzirá medicamentos para entidades europeias.

Joaquim Coimbra fez este anúncio durante o “Cabo Verde Investment Fórum-2019” (CVIF), realizado recentemente na cidade turística de Santa Maria, na ilha do Sal, o qual contou com mais de 400 participantes provenientes de várias partes do mundo.

Segundo Joaquim Coimbra, se tudo correr bem, a nova fábrica começará a laborar em finais do primeiro semestre de 2021. O responsável da Inpharma explicou que a referida unidade de produção de medicamentos surge porque a actual já não consegue satisfazer as demandas do mercado.

“Vamos criar 30 novos postos de trabalho de elevada classificação técnica e académica”, adiantou, revelando ainda que a futura fábrica terá a capacidade de dez milhões de unidades de venda – quatro vezes mais do que a atual.

Joaquim Coimbra indicou, por outro lado, que a nova unidade fabril terá um “rigoroso controlo de consumo de água e drenagem de afluentes”, em ordem a implementar os critérios ambientais. “A nova fábrica é também para servir a sub-região africana e outros países fora dela”, rematou.

Ler mais
Recomendadas

Recapitalização do Banco de Cabo Verde adiada

O Banco de Cabo Verde tem necessidades de recapitalização de 1.400 milhões de escudos (12,6 milhões de euros), mas o plano iniciado em 2019, com fundos do Orçamento do Estado, só será retomado depois da pandemia.

Recessão atira rácio da dívida cabo-verdiana para pico histórico de quase 155% do PIB

Em 2020, o valor nominal da dívida pública de Cabo Verde cifrou-se em cerca de 2.300 milhões de euros, segundo dados anteriores do Governo cabo-verdiano.

Vacinação vai condicionar recuperação do turismo cabo-verdiano

Há que garantir segurança sanitária, diversificar oferta e reforçar transportes para a retoma do turismo. Governo cabo-verdiano está otimista, mas também admite que a recuperação “dependerá de fatores que o país não controla”.
Comentários