Cada deputado ganha pelo menos 200 mil euros por mandato

O Parlamento gasta mensalmente 835,7 mil euros com os vencimentos base dos 230 deputados.

Cada deputado português ganha, no mínimo, 200 mil euros por mandato, de acordo com as contas do “Jornal de Notícias” (JN), divulgadas na edição desta quinta-feira. Todos os meses, o Parlamento gasta 835,7 mil euros apenas com os vencimentos base dos 230 deputados que o constituem.

No final do ano o montante atinge os 11,7 milhões de euros e, num mandato, os 46,8 milhões de euros (sem contabilizar os subsídios a que têm direito). No entanto, há nove anos que os parlamentares têm uma redução de 5% no salário base, o que perfaz um corte de 190 euros mensalmente.

Por exemplo, o presidente de um grupo parlamentar ou secretário da mesa do plenário aufere 244,4 mil euros por mandato (61,1 mil euros por ano) e um presidente de uma comissão parlamentar recebe 234 mil euros em quatro anos (58,5 mil euros anuais), conforme assinala o JN com base na informação da Assembleia da República.

Recomendadas

Secretário de Estado não validou bilhete no metro de Lisboa? Polémica invade redes sociais

Miguel Cabrita, secretário de Estado do Emprego, saiu da estação de metro encostado a António Costa e as reações nas redes sociais não se fizeram esperar. Mas observando o vídeo com atenção, é possível perceber que o governante tem um bilhete na mão e que o valida.
Francisco Ferreira

Polémicas já provocaram a demissão de 15 membros do Governo de António Costa

José Artur Neves apresentou a demissão no mesmo dia em que a PJ realizou buscas no ministério da Administração Interna, Proteção Civil e a empresa fornecedora por suspeitas relacionadas com a compra das golas antifumo. A primeira demissão teve lugar cinco meses depois do Governo tomar posse, quando ministro da Cultura prometeu “salutares bofetadas” a crítico.

Secretário de Estado da Proteção Civil demite-se

Artur Neves pediu a exoneração do cargo do Secretário de Estado da Proteção Civil, após as buscas no âmbito do inquérito que investiga a polémica com as golas antifumo.
Comentários