Caixa Geral de Depósitos aumenta lucros para 294 milhões de euros

No primeiro semestre, o resultado líquido consolidado da CGD atingiu 294 milhões de euros (249 milhões no período homólogo). O banco revela ainda a “continuação do reforço de imparidades de crédito em 90,2 milhões de euros em base preventiva dos potenciais efeitos da crise pandémica”.

No primeiro semestre, o resultado líquido consolidado da CGD atingiu 294 milhões de euros (249 milhões no período homólogo). O banco revela ainda a “continuação do reforço de imparidades de crédito em 90,2 milhões de euros em base preventiva dos potenciais efeitos da crise pandémica”.

Em comunicado divulgado na CMVM, o banco estatal revela que “o resultado líquido inclui ainda um resultado extraordinário de 44,3 milhões de euros (depois de impostos) decorrentes da reavaliação das responsabilidades com benefícios pós-emprego e provisões para o programa de pré-reformas”. Deste modo, explica, “o resultado líquido corrente foi de 250 milhões de euros o que corresponde a um aumento de 26,2% face ao resultado corrente do primeiro semestre de 2020”.

O resultado líquido consolidado alcança 294,2 milhões de euros, originado um ROE de 7,2% e um crescimento de 18,3% face ao período homólogo.

Nos resultados apresentados esta sexta-feira, 30 de julho, a CGD sinaliza ainda um crescimento significativo (+5,4%) em Portugal no crédito a empresas e negócios (excluindo construção e imobiliário) e na quota de mercado acumulada da nova produção de crédito à habitação que atingiu os 24,4% em maio de 2021.

O banco liderado por Paulo Macedo revela ainda que os depósitos de clientes aumentaram 4,5 mil milhões de euros (+6,3%) no primeiro semestre de 2021, “evolução essencialmente justificada pela captação da CGD Portugal, impulsionado pelo aumento da taxa de poupança das famílias e demonstrando a confiança e vinculação dos clientes na Caixa”.

O banco registou um reforço de imparidades de crédito de 90,2 milhões de euros no final de semestre, um aumento face aos 59,7 milhões de euros registados no trimestre anterior, e que, líquida de recuperações, se traduziu num custo de risco de crédito de 19 pontos base. A CGD regista ainda a melhoria da qualidade de ativos: rácio NPL líquido de imparidades totais de 0%. Rácio NPL reduz para 3,2% e nível de cobertura específica reforça

Já os custos de estrutura recorrentes reduzem 1,5% face a 1S2020, refletindo, diz a CGD, “a continuação da melhoria nos níveis de eficiência expressa na descida do rácio de cost-to-income para 45,3%”.

em atualização

Relacionadas

PremiumCaixa regista lucro superior a 270 milhões de euros no primeiro semestre

Banco do Estado apresenta hoje os resultados do primeiro semestre de 2021 e deverá anunciar um lucro superior a 270 milhões de euros, contra 249 milhões de euros em igual período do ano passado, sabe o Jornal Económico.
Recomendadas

PremiumCrescimento dos depósitos das empresas ‘amortece’ fim das moratórias

Banca recebeu indicações para encontrar soluções caso a caso. Muitas empresas utilizaram apoios para constituir depósitos.

Sabe como identificar notas roubadas?

Quando recebe notas de alguém deve estar atento para evitar aceitar notas roubadas. Este episódio do BdP Podcast traz-lhe algumas informações úteis: dá-lhe a conhecer formas de saber se as notas que lhe passam pela frente foram obtidas num furto.

PremiumSantander Totta avança com cerca de 210 despedimentos

O Banco Santander Totta vai comunicar esta sexta-feira à Comissão de Trabalhadores que tem 210 trabalhadores com quem não foi possível chegar a acordo e como tal são elegíveis para o despedimento colectivo.
Comentários